Notícias

Santander investe na retenção de quadros

Apesar de a banca não viver os seus melhores dias, o Santander está a apostar forte em atrair novos colaboradores e reter os seus melhores funcionários
20.11.2008


  PARTILHAR



Cátia Mateus
O panorama não parece, actualmente, animador para os milhares de profissionais ligados ao sector bancário. Mas o Santander está decidido a fazer passar a mensagem de que esta é uma carreira muito aliciante. O grupo Santander Totta conta actualmente com cerca de seis mil colaboradores em Portugal. Só este ano ingressaram na instituição 250 novos trabalhadores, estando neste momento em formação — ao abrigo do projecto ‘Bolsa de Valores' — 100 estagiários, na sua grande maioria jovens recém-licenciados. Com uma política de recursos humanos que centra o seu investimento no desenvolvimento pessoal dos quadros e na conciliação trabalho/família, a instituição bancária desenvolve continuamente o programa ‘Santander és tu!' com a meta de captar e reter os melhores entre os melhores da banca nacional.

Mostrar que trabalhar no Santander vale a pena é um dos objectivo deste programa que assume sem pudores o desígnio de mostrar a instituição como “um empregador de referência no mercado de trabalho em Portugal, pelas condições de trabalho e desenvolvimento pessoal e profissional que garante aos seus colaboradores”, explica Isabel Viegas, directora de Recursos Humanos do Santander Totta.

A responsável explica que “um dos grandes desafios que temos no momento, e que se mantém como antes da crise, é gerir os talentos que temos na empresa. E gerir talentos é gerir as suas competências, manter a sua formação em permanência e reconhecê-los de forma adequada”. Uma perspectiva que surge na génese do programa desenvolvido pelo banco que, além de apresentar o Santander como um local onde é bom trabalhar, visa implementar no terreno um modelo de reconhecimento baseado no mérito e na transparência, dotar os trabalhadores de todas as condições para equilibrar a vida pessoal com a profissional, ter aspirações de carreira com projecção internacional, formar os colaboradores nas melhores escolas nacionais e internacionais, bem como promover uma progressão na carreira assente nos «upgrades internos».

Isabel Viegas acredita que “a banca é um sector que está a criar desafios intelectuais muito interessantes que são um estímulo para os bons profissionais”. Contudo, não nega que há desafios a enfrentar. Nomeadamente no que toca à gestão das motivações e expectativas. “Temos hoje de saber manter a motivação e o entusiasmo dos nossos profissionais, ao mesmo tempo que se adeqúam as suas expectativas a uma realidade comercial mais complexa”, enfatiza, adiantando que “é neste contexto que o programa ‘Santander és Tu!' tem vindo a desempenhar um papel cada vez mais importante”.

Na verdade, este programa integra várias iniciativas direccionadas para a motivação dos colaboradores. Exemplo disso é o ‘vale um Mimo', um vale de oferta que serve para reconhecer «just in time» os comportamentos e desempenhos do colaboradores e assim manter o dinamismo das políticas de compensação da empresa, mesmo numa fase em que os resultados comerciais abrandam.

Além deste ‘mimo', o banco atribui acções a todos os colaboradores, seguro de saúde complementar ao SAMS, regime de trabalho a tempo parcial para situações familiares específicas (como doença de familiares próximos) sem que isso reduza o salário, possibilidade de não trabalhar na tarde de aniversários dos filhos, impossibilidade de transferir de local de trabalho as colaboradoras que se encontram a amamentar, entrega de ‘kit nascimento' aos pais por cada novo filho ou comparticipação da vacina de cancro no colo do útero, são algumas das benesses que este programa inclui.

Paralelamente, o Santander tem vindo a seguir uma política de progressão que privilegia os «upgrades» internos, mantendo contudo uma estreita ligação com as universidades onde recruta, sobretudo, recém-licenciados para o seu programa de estágios ‘bolsa de Valores'. Anualmente, o banco concretiza cerca de 300 horas de formação em áreas tão distintas como Competência de Liderança e Gestão, Financeira e Riscos, Jurídico-normativa, Tecnologia e Processos ou Compromissos e Valores Corporativos. O sucesso e a inovação desta política são tais que o programa ‘Santander és Tu!' mereceu, em matéria de Políticas de Gestão de Recursos Humanos, o Prémio APG Empresa RH 2008.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


AR ITALIANO

Experis Finance, Tax & Legal

CONTROLLER DE GESTÃO INDUSTRIAL

Spring Professional Portugal