Notícias

Sabor e tradição geram autoemprego

Sabor e tradição geram autoemprego

Carla Brito aliou a tradição ao comércio e criou a Saber Intemporal, um negócio que não se ensina. Saboreia-se.
23.03.2012 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



No ano passado o desemprego empurrou Carla Brito para cumprir uma vontade que há muito já se evidenciava: dar forma e mercado ao seu próprio projeto empresarial. Com recurso ao valor total do subsídio de desemprego a que teria direito e algum dinheiro extra proveniente de capitais próprios, criou a Saber Intemporal. A empresa promove e distribuiu o melhor dos sabores nacionais da região da Beira Serra e pode muito bem vir a representar a gastronomia e os produtos de referência nacional, além fronteiras.

“A Saber Intemporal surgiu claramente da necessidade de criar o meu próprio posto de trabalho, mas este já há algum tempo um projeto que eu gostaria de abraçar, embora na altura o considerasse apenas um part-time que conciliava com a minha atividade profissional”, relembra Carla Brito que não tem dúvidas que foi o seu despedimento que colocou toda a “máquina” a mexer em definitivo.

Consciente das dificuldades com que os pequenos produtores se deparam no processo de disponibilizar os seus produtos aos clientes finais, Carla Brito decidiu criar uma empresa que de forma organizada promovesse o produto de um determinado produtor e o fizesse chegar ao destinatário com eficácia, deixando-o com mais tempo disponível para o desenvolvimento da sua atividade e menos preocupado com o escoamento dos bens produzidos. “É exatamente nesta fase que surgiu a ideia de agrupar alguns produtos e endógenos da região da Beira Serra, com vários objetivos distintos, mas complementares, como a minimização dos custos de distribuição dos produtos, a promoção de produtos que conseguem congregar tanto saber e qualidade que é uma injustiça serem apenas conhecidos e saboreados na sua região ou incrementar o volume de negócios dos produtores sem que estes tenham de efetuar investimentos adicionais”, reforça a empreendedora. Na essência, a Saber Intemporal não mais é do que um negócio que contribui para a continuidade e desenvolvimento das pequenas unidades de produção tradicionais, mantendo a sua região de origem com atividade e desenvolvimento.

Na materialização deste projeto Carla Brito investiu 25 mil euros. O montante ainda não foi recuperado, mas a manter-se o mesmo padrão de crescimento da empresa, a empreendedora acredita que o retorno deverá começar a sentir-se já este ano, consolidando-se nos próximos quatro a cinco anos. Com um público-alvo centrado no mercado gourmet, turístico e tradicional, a Saber Intemporal tem já vários clientes na área da restauração e hotelaria.

A empresa promove diversos produtos regionais como os doces, licores, aguardentes e mel da casa Donanna, os Fumeiros de Arganil, a Queijaria do Vale do Asna, o vinho da Casa da Carvalha, o sal da Casa do sal, entre muitos outros. A diversificação da atividade da marca para a promoção turística da Região da Beira Serra está já prevista e a entrada de novos parceiros para o projeto também, uma vez que como refere a empreendedora “existem inúmeros produtores nesta região que, ao acreditarem neste projeto, podem delegar a promoção dos seus produtos à Saber Intemporal”.

BI EMPRESARIAL

Promotores:
Carla Brito, 33 anos.

Formação:
Carla possui o Curso de Especialização Tecnológica (CET) em Aplicações Informáticas de Gestão e realizou a frequência da licenciatura em Administração e Finanças na Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital.

Área de atividade:
A Saber Intemporal promove e distribui produtos endógenos da Beira Serra (concelhos de Arganil, Tábua, Oliveira do Hospital e Góis) e outros produtos locais de referência, cuja área comercial não esteja suficientemente desenvolvida.

Data de criação da empresa:
Junho de 2011.

Empregos criados:
De forma direta, a Saber Intemporal gerou o autoemprego da mentora do projeto, mas indiretamente (e devido ao crescimento do volume de negócios) a empresa conseguiu já criar dois postos de trabalho.

Investimento inicial:
Cerca de 25 mil euros, parcialmente financiados com o recurso ao pagamento da totalidade do subsídio de desemprego, uma vez que Carla estava desempregada.

Público-alvo:
A empresa tem vários clientes já na área da restauração e hotelaria, mas o seu target é um segmento de mercado bem delineado que conjuga fundamentalmente o mercado gourmet, turístico e tradicional.

Dicas para empreender:
Perseverança e entrega pessoal, sobretudo na fase inicial de materialização do projeto.



OUTRAS NOTÍCIAS
“Portugal  tem  talento, falta só capacidade de arriscar”

“Portugal tem talento, falta só capacidade de arriscar”


Garante que conseguiu tudo isto na ANA. Hoje, a sua ambição é liderar os recursos humanos da empresa de modo a possibilitar aos seus colaboradores tudo isto e “criar condi&c...

APG distingue excelência entre os fornecedores de RH

APG distingue excelência entre os fornecedores de RH


O escritório de advogados Raposo Bernardo & Associados, e as consultoras Conceito O2 e High Play Institute foram os três vencedores globais da primeira edição deste pr&e...

Energia gera oportunidades

Energia gera oportunidades


O programa terminou agora a sua primeira edição, lançando no mercado 16 novos especialistas nas áreas energéticas. A segunda edição do programa acad&ea...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT BANKING SECTOR-PSA BANK

Spring Professional Portugal

ARCHITECT / PROJECT MANAGER

Michael Page Portugal

ASSISTANT ACCOUNTING CONTROLLER

Spring Professional Portugal