Notícias

Quiroprática aumenta bem-estar do trabalhador

A Accenture é uma das empresas nacionais que proporciona cuidados quiropráticos aos seus funcionários, através dos Centros Global Wellness. Com esta prática, a produtividade pode ser aumentada e o absentismo diminuído. Outras empresas já lhe seguem o exemplo
22.08.2008


  PARTILHAR



Maribela Freitas
Dores nas costas e de cabeça, pontadas na zona lombar e rigidez no pescoço são aflições bem conhecidas dos trabalhadores que ficam horas à frente de um computador. Com o passar do tempo, estes sintomas podem levar a quebras de produtividade ou mesmo ao absentismo. Atenta a esta realidade e com o intuito de minimizar os estragos do trabalho sedentário, a Accenture apostou nos benefícios da quiroprática, prestados pelos Centros Global Wellness. Os colaboradores agradecem e outras empresas já lhe seguem o exemplo.

Pedro Viana, Marina Brito e Cunha, Ana Falcato, José Maria Botte e Pedro Ribeiro são alguns dos funcionários da Accenture que frequentam as sessões de quiroprática que a consultora proporciona gratuitamente no seu centro médico. Problemas na cervical, a necessidade de melhorar a postura, de evitar a tensão no pescoço e ombros devido aos longos períodos diários sentados ao computador ou a simples curiosidade foram alguns dos motivos que levaram estes funcionários a dirigir-se à consulta de Andrew Hatch, CEO dos Centros Global Wellness.

“Uma melhoria na postura, o aumento da concentração e flexibilidade, o decréscimo das dores de cabeça e no pescoço, menos constipações e dias de absentismo por doença, são alguns dos benefícios que as sessões de quiroprática podem ter na saúde diária do trabalhador”, explica Andrew Hatch. Especialista em quiroprática, exerce a actividade em Portugal há 14 anos. É o criador destes centros quiropráticos, que visam melhorar o bem-estar global através da saúde da coluna e das boas condições de funcionamento do sistema nervoso. Reconhecida internacionalmente, a quiroprática é uma ciência ao serviço do bem-estar que se baseia no facto científico de o sistema nervoso afectar e influenciar todas as funções do corpo humano, condicionando a saúde e qualidade de vida.

Nas consultas que dá aos funcionário da Accenture, avalia individualmente a saúde de cada um através de exames. Baseado nessa análise, “começamos um programa de cuidados correctivos, para realizar mudanças na coluna com o intuito de melhorar a postura e as funções desta”, explica Andrew Hatch.

Os resultados têm sido alcançados. Segundo Ana Falcato, “as sessões ajudam-me a ser mais produtiva. Como começo a deixar de ter tantas queixas a nível de dores de pescoço, ombros e cabeça, o meu tempo de trabalho é mais rentável e no final do dia consigo sentir-me bem comigo. Ajuda também a aliviar o stresse acumulado em alguns pontos e termino o dia de forma positiva”. Pedro Viana acrescenta que “a profissão de consultor é fisicamente sedentária, pelo que a quiroprática promove o relaxamento dos músculos tornando-os mais flexíveis para suportar a posição de trabalho monótona”. Já Pedro Ribeiro revela que os resultados dos tratamentos estão a ser “excepcionais, sobretudo o alívio do stresse e a eliminação da dor”.

As sessões de quiroprática foram introduzidas na Accenture em 2005. Fernanda Barata de Carvalho, directora de recursos humanos da consultora, revela que, de acordo com dados do último ano monitorizados através de questionários aos colaboradores, 90% dos que já frequentaram o serviço queixavam-se de dores no pescoço, ombros e omoplatas, 70% de dores de cabeça relacionadas com má postura, 30% de dores no fundo das costas.

Cerca de 95% das pessoas que apresentaram esta última queixa recuperaram ao fim de duas semanas de tratamento. “Todos estes problemas são passíveis de correcção. Após o tratamento e breves pausas para exercícios de alongamento durante o dia permitem que as pessoas se sintam melhor, tenham mais energia e menos sono a seguir ao almoço. A produtividade aumenta e a capacidade de concentração melhora drasticamente”, salienta Fernanda Barata de Carvalho.

A adesão e benefícios têm sido tantos que a Accenture está a pensar duplicar o horário do serviço já em Setembro. Por mês têm em média 150 pessoas a iniciar consulta — que é efectuada em instalações da empresa — e nos últimos 12 meses já foram realizados mais de três mil tratamentos. “Acreditamos que a quiroprática não é só benéfica para nós enquanto organização, mas também e sobretudo para nós enquanto ser humano. A satisfação e a produtividade dos colaboradores aumenta e o absentismo diminui”, refere a directora de recursos humanos.

Andrew Hatch conta que tem clientes de diversas companhias. “Temos protocolos com várias empresas para os trabalhadores que se deslocam aos nossos centros de Lisboa e Carcavelos. Posso também avançar que uma operadora móvel de telecomunicações e uma consultora da área fiscal estão interessadas nos nossos serviços”.

Na opinião do especialista, os líderes das empresas começam a aperceber-se dos benefícios deste serviço. “A maioria dos utilizadores dizem que se sentem óptimos e de melhor saúde e todos querem sentir-se assim. Funcionários saudáveis são mais produtivos e todas as empresas querem ser mais produtivas”, salienta. Por outro lado, “as companhias estão cada vez mais preocupadas com os trabalhadores e em mostrar que são uma organização que se preocupa”, finaliza Andrew Hatch.

Em Portugal a Associação Portuguesa dos Quiropráticos supervisiona a profissão e só aceita a inscrição de quem possuir qualificações internacionalmente reconhecidas.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT BANKING SECTOR-PSA BANK

Spring Professional Portugal

ARCHITECT / PROJECT MANAGER

Michael Page Portugal

ASSISTANT ACCOUNTING CONTROLLER

Spring Professional Portugal