Notícias

Portugueses em destaque

Portugal em 2º lugar na final do jogo de gestão da Danone
04.04.2007


  PARTILHAR



Maribela Freitas
A captação de pessoas com talento e o posicionamento no mercado de trabalho como empregador de excelência, são os objectivos que a Danone quer atingir com a realização do Danone Trust, um jogo de gestão internacional que envolve estudantes universitários. Paris acolheu, no final de Março, as equipas dos 16 países onde esta competição se desenvolve. A Argentina venceu a final internacional. Portugal alcançou o segundo lugar da competição. O Expresso acompanhou a prestação da equipa lusa na 'cidade luz'.


Até chegarem a Paris, os cinco elementos da equipa portuguesa - finalistas da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra -, tiveram de vencer as várias etapas do desafio em Portugal. Nesta edição nacional do Danone Trust participaram 60 equipas, num total de 300 alunos. A vitória granjeou a dois rapazes e três raparigas, com idades entre os 22 e os 23 anos, um estágio remunerado na Danone Portugal que vão iniciar em breve.

Entusiasmados, competitivos e aguerridos, os elementos da equipa portuguesa têm perfeita consciência do que a participação neste tipo de competições pode fazer pela sua carreira. "A resolução de um caso prático como acontece neste jogo é muito interessante e constitui um primeiro embate com o mundo real", comenta Ana Margarida Pinho. No Danone Trust a equipa teve durante um dia de assumir a liderança de uma empresa e apresentar as suas estratégias de mercado a uma comitiva. O segundo lugar em Paris soube-lhes a pouco e confessam que a sua vida profissional só agora vai começar.

"O estágio na Danone é uma entrada no mercado de trabalho e é uma grande oportunidade para o nosso futuro profissional", confessa Cristina Faria, da equipa portuguesa. Desde 2003, ano em que o Danone Trust foi criado, já entraram por esta via na multinacional 182 estudantes, dos quais 118 estão actualmente integrados na companhia.

Em Portugal este jogo vai na sua segunda edição e no ano passado, ofereceu cinco estágios profissionais e recrutou três colaboradores da "pool" de candidatos ao Trust. É que, para a Danone este jogo é uma fonte de captação de talentos, que tanto podem vir das equipas vencedoras como dos vencidos. "O grande desafio que se nos coloca é encontrar talentos que se encaixem com a nossa cultura, com a maneira como fazemos negócios e que vão de encontro às nossas preocupações", explica Frank Mougin, director de recursos humanos do Grupo Danone.

Além disso, no ano em que o Danone Trust foi criado, "estávamos em pleno crescimento e tínhamos de fazer um recrutamento local rapidamente. Contudo, queríamos fazê-lo de uma forma diferente", acrescenta Frank Mougin.

O Danone Trust serve como um teste aos candidatos a trabalhar na empresa, em que são testados nos seus conhecimentos e é uma das formas de recrutamento que esta multinacional possui. Apesar da Danone estar espalhada pelo mundo, nesta quarta edição internacional do Trust participaram 16 países: Arábia Saudita, Argentina, Malásia e Roménia a jogar pela primeira vez, a que se juntaram Portugal, Polónia, China, França, Itália, Espanha, Rússia, Turquia, Alemanha, Bélgica, Indonésia e México.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


1 estagiário

INPI Instituto Nacional da Propriedade Industrial

COLABORADORES

ERA BELÉM/RESTELO - ERA ALCÂNTARA/AJUDA

COLABORADORES

RE/MAX MAJESTIC