Notícias

O exemplo da Luís Simões

19.03.2004


  PARTILHAR




Vítor Andrade

O GRUPO de transportes Luís Simões investiu 1% da sua facturação na formação profissional dos seus trabalhadores.

No total, nos últimos dois anos aquele grupo empresarial canalizou 2,5 milhões de euros para acções de valorização dos seus profissionais.

Uma lição de estratégia de gestão para muitos empresários portugueses que ainda olham para o dinheiro canalizado para a formação profissional como um gasto e não como um investimento.

A prazo, os que pensam assim acabarão por ver que estão errados, pois quem tiver os trabalhadores melhor preparados mais facilmente conseguirá vencer no mercado.

E o mercado é implacável. Nele apenas sobrevivem os mais aptos. Não é novidade para ninguém, mas nem assim se encara a formação como uma parte fundamental da estratégia empresarial.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Arquiteto

Anónimo

Colaborador

Anónimo

Comercial / Diretor(a) Comercial

ERA BELÉM RESTELO & ERA ALCÂNTARA/AJUDA