Notícias

Negócios ao pôr-do-sol

12.07.2007


  PARTILHAR



Chama-se ‘Negócios ao Pôr-do-Sol' e é o mais recente desafio da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE) que, com esta iniciativa, procura promover o «networking» e a partilha de experiências entre os empreendedores nacionais. O conceito é simples. A cada segunda quinta-feira do mês, a sede da ANJE, na cidade do Porto, abre as suas portas a um evento que é antes de tudo um convite à partilha de experiências.

Em cada um destes encontros empresariais estarão três empresários de sucesso que partilharão com empreendedores os momentos decisivos da sua empresa, a estratégia de negócio, estando também disponíveis para conhecer novos projectos empresariais. Para a ANJE, “esta iniciativa pretende constituir-se como um espaço de eleição onde os jovens empresários terão oportunidade de apresentar o seu negócio perante potenciais clientes, fornecedores e ou parceiros”.

O objectivo da associação é tornar esta iniciativa potenciadora do desenvolvimento do «networking» empresarial e transformá-la em ponto de paragem obrigatória para os empreendedores nacionais. A primeira edição dos ‘Negócios ao Pôr-do-Sol' decorreu esta semana e contou com a presença dos mentores das empresas Chip7, Edigma e Archistaff – Arquitectura, Recuperação e Design.

A próxima edição decorre em 9 de Agosto, a partir das 18 horas, na sede da associação, que aproveita este evento para dar a conhecer aos participantes os seus projectos e a sua actuação junto dos empreendedores nacionais. A participação nas sessões é gratuita e depende apenas de uma inscrição que pode ser realizada «online» no sítio da ANJE. Com esta iniciativa, a associação prossegue a sua estratégia de fomento e apoio ao espírito empreendedor nacional.

De salientar que a ANJE viu recentemente homologado, pelo Ministério da Economia e Inovação, o seu projecto para a criação do Centro de Incubação de Base Tecnológica Portugal Global. Uma estrutura que será edificada nas imediações da sede da associação, na cidade Invicta, com um investimento estimado em cerca de 3,2 milhões de euros e que servirá, segundo Armindo Monteiro, presidente da ANJE, para “criar num espaço físico uma atmosfera propícia à I&D e à Inovação, capaz de gerar negócios de alto valor acrescentado”.

Quando concluída, esta incubadora deverá ser capaz de acolher 25 empresas e gerar cerca de 150 postos de trabalho.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Chemistry Teacher

St. Dominic’s International School

CONSULTOR DE RECURSOS HUMANOS - POMBAL

Kelly Services Portugal