Notícias

Motivação à brasileira

Depois do Brasil, Japão e Espanha é a vez de Portugal
21.07.2006


  PARTILHAR



Marisa Antunes
No Brasil chamam-lhe carinhosamente de «viagra empresarial» pela injecção de energia, boa disposição e motivação que consegue levar para dentro das organizações. Especialista em comportamento humano, figura de primeira linha entre os oradores brasileiros, Leila Navarro esteve esta semana em Portugal, pela mão da iZi assessores para dar a conhecer os seus métodos e as suas capacidades de oratória, que podem fazer a diferença na produtividade dos trabalhadores.


Autora dos livros Talento para ser feliz ou Vencer: o sucesso é mais simples do que parece. Descomplique a vida e o trabalho, Leila Navarro deu algumas dicas para quem quer singrar no cada vez mais complicado e competitivo mercado de trabalho. «Quem quer vencer profissionalmente deve estar num permanente estado de prontidão, numa atitude de pró-actividade. Aqueles que estão ‘tranquilos' não vão a lado nenhum. As pessoas que são muito solicitadas são aquelas que se sabe serem capazes de assumir até o cargo do chefe», disse a especialista ao EXPRESSO.

«Ter relevância no que se faz» é por isso fundamental, realça. «Se aquilo que eu faço não tem relevância nem para mim, eu perco energia. Se ao final do dia, se sai da empresa sem energia, então é muito mau sinal». Mas estar motivado e com uma postura pró-activa não bastam para vencer. Falta ainda um planeamento estratégico do que se pretende alcançar a curto, médio e longo prazo, defende Leila Navarro, eleita como a melhor «palestrante do ano», pela terceira vez consecutiva, no TOP of Mind 2005.

«Quem sabe o que quer, como quer e onde quer chegar consegue fazer a diferença. Os sonhos são a base de qualquer empreendedor. Mas sonhos viáveis, não fantasias. Em que seja possível definir quanto tempo se vai levar para o alcançar e o que é preciso para o realizar», sublinha Leila Navarro. São estes profissionais os mais desejados pelos empregadores, realça. «Os empregadores querem os que levam a vida e não os que são levados pela vida. Ninguém quer alguém que esteja ligado ao piloto automático, que faz as coisas mecanicamente. Para isso, mais vale arranjar um robô», graceja, bem-disposta.

Estes atributos devidamente complementados com uma boa rede de «network» podem então levar o profissional a atingir as etapas que sempre desejou. «A verdade é que o currículo, só por si, dificilmente consegue resolver a vida da pessoa. Arranjar bons contactos, através da rede de ‘network' é, sem dúvida, a maneira mais fácil de conseguir chegar longe, desde que se possua também os outros atributos», remata Leila Navarro.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ADVOGADO(A) PRIVATE CLIENTS

Michael Page Portugal

ANALISTA SAP - TORRES VEDRAS

Michael Page Portugal

AREA SALES MANAGER - PORTUGAL

Michael Page Portugal