Notícias

Millennials: impacto social dita opções de carreira

Millennials: impacto social dita opções de carreira

As novas gerações de profissionais valorizam cada vez mais o impacto social associado à função que exercem. A prová-lo está o mais recente ranking da National Society of High School Scholars (NSHSS), que lista os empregadores de eleição dos millennials, e onde várias empresas na área da saúde conseguiram retirar os gigantes tecnológicos do top de preferências dos jovens. 

22.07.2016 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



A multinacional 3M, que aplica a ciência para melhorar a vida das pessoas, destronou o gigante tecnológico Google - e outros como a Apple, Microsoft ou Amazon - enquanto empresa de sonho para os jovens profissionais. A National Society of High School Scholars (NSHSS) divulgou recentemente o seu ranking anual “Millennial Career Survey”, que lista as preferências de carreira dos jovens com idades entre os 15 e os 32 anos. A lista deste ano traz algumas surpresas e demonstra que a missão do “bem social” e a possibilidade de gerar um impacto positivo na sociedade é cada vez mais atrativa para os jovens profissionais.

Durante três semanas, de 1 a 21 de abril, a NSHSS inquiriu mais de 15 mil jovens estudantes americanos, do ensino secundário e superior, da designada Geração Y (ou geração Millennial), a propósito das suas preferências de carreira. Os resultados deste ano mostram alguma mudança de prioridades nas opções profissionais dos jovens inquiridos, em relação ao que tem sido prática em anos anteriores. A começar pela atratividade das grandes tecnológicas enquanto empregadores. O caso mais flagrante é desde logo a Google, que perde a liderança da tabela que detinha no ano passado, para a 3M, a empresa que tem uma atividade transversal a vários sectores de atividade – da Saúde, à Eletrónica, Energia, Indústria Automóvel, Construção & Design, Indústria do Gás, Petroquímica e Mineira, Comunicações, Segurança, Transporte e outros – sempre com o mesmo foco: aplicar a ciência para melhorar a vida das pessoas.

Mas há outros casos. A Apple que em 2015 se havia classificado na quarta posição na lista das empresas favoritas dos millennials para trabalhar, surge agora na oitava posição da tabela. A Microsoft caiu da 7ª para a 14ª posição este ano, a Intel chegou a ser 24ª empresa favorita dos jovens e é agora a 37ª, antes ainda do Facebook que desceu dez posições nas preferências dos jovens profissionais, passando da 29ª posição no ano passado para a 39º este ano, não constando sequer das 30 primeiras posições da lista. Apesar disso, a área tecnológica mantém uma posição de destaque nas preferências da nova geração de profissionais, com nove empresas no top 25 do ranking.

Porém, os autores do estudo confirmam que desde 2008, altura em que o ranking passou a ser divulgado anualmente, “os jovens têm demonstrado um interesse crescente em trabalhar em hospitais e empresas de saúde, a par com tecnológicas, empresas de media e entretenimento e organismos governamentais”. O FBI, a CIA, o US State Department, a NSA e a US Air Force integram o Top 30 das empresas onde os jovens mais gostariam de trabalhar. Marlene McGrath, vice-presidente sénior da área de Recursos Humanos da 3M, confirma a tendência ao referir que “os jovens querem fazer parte de uma empresa onde tenham espaço para crescer e desenvolver a sua criatividade, assumir novos desafios e contribuir para a criação de um mundo melhor”.

A responsável da 3M acrescenta, para justificar a preferência dos jovens e a liderança do ranking, que “um dos princípios atrativos da 3M é a possibilidade de desenvolver experiências em múltiplas áreas de negócio e países de todo o mundo, com o objetivo diário de melhorar a vida das pessoas através da ciência”. Uma análise sectorial das opções da nova geração em matéria de carreira, mostra que a Medicina/Saúde é a área preferencial dos jovens (41%) em matéria de empregabilidade. As Ciências (30%), as Artes (22%), os Media (21%), as Tecnologias e Engenharia (21%) e a Gestão (20%) compõem a lista que espelha um perfil de profissionais que, de forma crescente, demonstra motivar-se pelo papel social e impacto na comunidade gerado pela função que exerce.

30 empresas de sonho para profissionais da nova geração
1. 3M
2. Google
3. St. Jude Children’s Research Hospital
4. Walt Disney Company
5. Local Hospital (EMT)
6. FBI
7. BuzzFeed
8. Apple
9. Central Intelligence Agency
10. Amazon
11. Children’s Healthcare of Altanta
12. Health Care Service Corporation
13. Mayo Clinic
14. Microsoft
15. Nike
16. U.S. State Department
17. Universal Studios
18. Netflix
19. DreamWorx Animation SKG
20. The New York Times
21. Boeing
22. National Security Agency
23. Abercombie & Fitch
24. Blue Cross and Blue Shield
25. Samsung
26. Atlantic Health Service
27. Tesla Motors
28. U.S. Air Force
29. SONY
30. Starbucks



OUTRAS NOTÍCIAS
Porto ganha hub europeu de Biotecnologia

Porto ganha hub europeu de Biotecnologia


O protocolo foi assinado recentemente e une a Universidade Católica e a empresa norte-americana Amyris, especialista no desenvolvimento de soluções inovadoras de engenharia metab&...

Quem são os nossos temporários?

Quem são os nossos temporários?


O trabalhador temporário atual tem em média 42 anos, mais de 10 de experiência profissional, possui formação superior (pelo menos ao nível da licenciatura) e p...

Fraunhofer volta a distinguir talentos da investigação

Fraunhofer volta a distinguir talentos da investigação


Seis edições e 34 projetos nacionais premiados. É este o balanço nacional do concurso de ideias Fraunhofer Portugal Challenge, organizado anualmente pelo centro de investig...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


1 CHEFE DE UNIDADE DE RECURSOS HUMANOS

Autoridade da Concorrência (AdC)

1 ESTÁGIO CURRICULAR EM GESTÃO DO ARQUIVO

Autoridade da Concorrência (AdC)