Notícias

Médicos mais próximos dos doentes

A Escola de Ciências da Saúde da Universidade do Minho criou um laboratório que vai ajudar os jovens médicos a treinar os seus diagnósticos
18.01.2008


  PARTILHAR



Cátia Mateus

Chama-se Laboratório de Aptidões Clínicas, está associado à Escola de Ciências da Saúde (ECS) da Universidade do Minho (UMinho) e foi criado para treinar os estudantes de medicina na recolha de histórias clínicas. Por cá, a iniciativa é inédita e resulta de uma parceria entre a universidade portuguesa e uma instituição médica dos Estados Unidos, o National Board of the Medical Examiner.

Os futuros médicos da UMinho têm agora um novo aliado rumo à sua qualificação profissional. Nuno Sousa, director do curso de medicina da ECS, apresentou recentemente o novo laboratório da instituição garantido que a meta é “melhorar a comunicação entre os médicos e o paciente”. Segundo o responsável, o conceito é simples: “Neste espaço, os alunos vão poder contactar com um painel de ‘doentes estandartizados' que são treinados para simular determinada patologia”. Nuno Sousa acredita que este modelo de formação permitirá aos alunos aperfeiçoar a sua postura e relacionamento com os doentes optimizando o sucesso do diagnóstico clínico.

O Laboratório de Aptidões Clínicas funciona diariamente em horário pós-laboral e nesta fase destina-se apenas aos alunos do curso. Contudo, numa segunda fase a meta é que possam utilizar este espaço jovens médicos no activo, “particularmente os que se encontrem em regime de internato nos hospitais ou centros de saúde”. O director do curso adianta que “este laboratório permite ainda o treino do exame físico que é considerado o primeiro passo para uma nova forma de avaliação de competências clínicas”.

Esta nova estrutura de formação está sediada no novo edifício da Escola de Ciências da Saúde, inaugurado em Outubro do ano passado e para o responsável constitui “um equipamento fundamental no apoio às actividades de ensino-aprendizagem e de investigação desenvolvidas nesta instituição de ensino”. Nuno Sousa enfatiza ainda a ideia de benefício que resulta de um estreitamento crescente da relação entre a universidade e a comunidade. Talvez por isso, reforce a importância deste laboratório estar ao serviço não só de toda a comunidade universitária, mas do público em geral.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS



ÚLTIMAS FORMAÇÕES


MMOG/LE V 5

RH OPCO Academia