Notícias

Marketing online gera emprego

A empresa de webmarketing Actualsales está a contrariar o cenário de contenção económica e a recrutar novos colaboradores
21.05.2009


  PARTILHAR



Cátia Mateus
A sua actividade está centrada numa política de resultados onde o cliente só paga o serviço se este gerar resultados, o que reforça ainda mais a dimensão do crescimento da Actualsales em Portugal. A empresa de marketing na Internet viu o seu volume de negócios crescer em 2008 cerca de 300%, totalizando 4,5 milhões de euros, ano em que entrou também no mercado brasileiro e abriu um centro tecnológico na Alemanha. Em pleno ano de contenção a empresa aposta em novas contratações para fazer face ao crescimento do negócio.

Actualmente a empresa dá trabalho a 25 pessoas e prevê alcançar 10 milhões de euros em vendas, 40% das quais obtidas em mercados internacionais. Nada de estranhar tendo em conta que já este ano abriu um escritório em Madrid e recrutou cerca de 15 novos colaboradores. Contratações que segundo Hugo Macedo, COO da Actualsales, não se ficam por aqui. “No auge da crise e desde o início de 2009 já recrutámos 15 pessoas, mas estamos neste momento à procura de business managers , programadores e webdesigners ”, explica o responsável.

Hugo Macedo assume que “o capital humano é, de longe, o factor que irá ditar o sucesso da empresa” e por isso a Actualsales assumiu para este ano um processo de recrutamento contínuo. A empresa tem triplicado o número de colaboradores a cada ano procurando sempre conciliar três vertentes essenciais ao negócio: recrutamento, cultura, formação/know-how. É que, segundo Hugo Macedo, “a Actualsales assume-se sem reservas como uma escola de formação de webmarketing de resultados em Portugal”.

No recrutamento dos novos colaboradores a Actualsales valoriza as competências-base, mas também a atitude, a capacidade de aprendizagem, de iniciativa, de orientação para resultados e para o cliente, a criatividade e a capacidade analítica.

O responsável da empresa explica ainda que “com a internacionalização começamos a recrutar fora de Portugal para os escritórios de Madrid e São Paulo, mas também cá dentro. Procuramos pessoas com uma perspectiva internacional pois no futuro seremos uma organização metanacional, com centros de competências espalhados pelo mundo tirando partido da diversidade, do empreendedorismo e da iniciativa das unidades de negócio”.

Em termos de remuneração, Hugo Macedo explica que a máxima da empresa é partilhar com os colaboradores o sucesso do negócio. Assim, parte da remuneração é variável em função dos resultados dos projectos em que estão envolvidos os colaboradores. Um modelo que considera ser uma mais-valia já que mantêm os colaboradores focados nos resultados.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Arquiteto

Anónimo

Colaborador

Anónimo

Comercial / Diretor(a) Comercial

ERA BELÉM RESTELO & ERA ALCÂNTARA/AJUDA