Notícias

Em busca de uma oportunidade

Já apoiou mais de 60 iniciativas empresariais e continua a registar elevada procura entre os jovens empreendedores do concelho. A Agência DNA Cascais é já um modelo a seguir, até no estrangeiro
21.05.2009


  PARTILHAR



Cátia Mateus
A Agência DNA Cascais voltou a distinguir dois jovens empreendedores do concelho naquela que foi a terceira edição do Concurso de Ideias DNA Cascais. A agência, criada com o propósito de fomentar a expansão de um ecossistema empreendedor no concelho, já apoiou a criação de cerca de 60 empresas desde há três anos, mas esta foi a primeira vez que distinguiu como vencedores dois projectos ex aequo . A empresas EYE 3D e Sota Art contam agora com 2500 euros de apoio inicial e a possibilidade de se instalarem, durante um ano, gratuitamente na incubadora de empresas que a autarquia está a finalizar em Alcabideche.

Com uma actividade centrada na comercialização de um dispositivo monocular que permitirá a um conjunto de profissões visualizar, através de tecnologia see through , dados fornecidos por um computador em tempo real e em modo mãos livres, a EYE 3D terá uma aplicação directa nas áreas da logística, manutenção, segurança e medicina. E além de ter alcançado esta distinção por parte da DNA Cascais, a empresa recém-criada recebeu também o apoio da Agência Espacial Europeia (ESA).

Por sua vez, a Sota Art actua numa área completamente distinta. A jovem empresa cascalense oferece um serviço de aluguer de obras de arte, sobretudo direccionado ao mercado corporativo que pode desta forma ter à sua disposição um conjunto muito significativo de obras de arte, durante períodos de tempo a contratar entre as partes. Uma vantagem que não é só para as empresas já que este serviço permite também aos proprietários de obras de arte rentabilizar o seu património, sem ter de se desfazer dele.

Um dos projectos garantirá ainda o acesso à meia-final do concurso START — Prémio Nacional de Empreendedorismo, onde poderá arrecadar ainda prémios que ascendem a 300 mil euros. Os vencedores foram escolhidos entre 12 candidatos e em análise estiveram critérios como a inovação, a sua exequibilidade, o impacto económico no sector e o currículo e envolvimento dos promotores.

Segundo o presidente da autarquia, António Capucho, “a DNA Cascais apoiará todos os empreendedores finalistas, pelo que, o facto de não terem vencido este concurso não significa que as empresas tenham menos sucesso”.

O concurso tem vindo a registar uma adesão cada vez maior por parte dos empreendedores do concelho. Este ano concorreram 67 projectos, maioritariamente na área do comércio e serviços (33), logo seguido do turismo (9), ambiente (8) e saúde (7). Para Carlos Carreiras, presidente da DNA Cascais e vice-presidente da autarquia, “é com grande satisfação que temos vindo a registar a crescente receptividade que esta iniciativa está a ter entre os jovens empreendedores, sinal de que fizemos uma boa aposta, com excelentes resultados para Cascais e, de certa forma, para o país”.

Desde a sua criação a DNA Cascais já despendeu de cerca de 18 milhões de euros no apoio à iniciativa empresarial made in Cascais. Um valor que não só assegurou aos jovens empresários vencedores um apoio na fase inicial dos seus projectos como também levou a imagem desta autarquia à beira-mar plantada até, por exemplo Cabo Verde. É que o DNA Cascais serviu de inspiração ao município da Praia que transportou para a capital cabo-verdiana o ecossistema empreendedor gerado em Cascais pela DNA.

Naquela cidade já está em marcha o fomento à iniciativa empresarial num modelo em tudo igual ao criado em Cascais que compreende não só a formação em empreendedorismo nas escolas públicas, o concurso de ideias de negócio aberto à população, a criação de um banco de ideias, projectos de empreendedorismo social, ninhos de empresas, clínicas empresariais, business angels , apoio ao investimento e soluções de financiamento e capital de risco.

Paralelamente, a agência DNA começou também já a dar resposta às necessidades de segmentação ao associar-se à Coimbra Vita para criar a DNA Saúde, uma estrutura em tudo idêntica à já existente mas totalmente vocacionada para apoiar a criação e o desenvolvimento de projectos empresariais na área da saúde, ciência e tecnologias da vida.

Em Cascais, o concurso de ideias está aberto a empresas recém-constituídas ou a autores de projectos e ideias de negócio em qualquer área, embora a agência dê particular atenção ao ambiente, saúde, energia e turismo que são considerados clusters estratégicos para o desenvolvimento sustentável do concelho.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT BANKING SECTOR-PSA BANK

Spring Professional Portugal

ARCHITECT / PROJECT MANAGER

Michael Page Portugal

ASSISTANT ACCOUNTING CONTROLLER

Spring Professional Portugal