Notícias

Loures apoia jovens arquitectos

29.10.2004


  PARTILHAR




Cátia Mateus

A UNIVERSIDADE Lusófona de Humanidades e Tecnologias, a Universidade Técnica de Lisboa e o Centro de Estudos Territoriais do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa acabam de estabelecer um protocolo com a Câmara Municipal de Loures (CML). O objectivo é que os seus estudantes do quarto e quinto anos da licenciatura de Arquitectura desenvolvam estudos e projectos com vista à requalificação das áreas urbanas de génese ilegal existentes no concelho.

Para o presidente da autarquia, Carlos Teixeira, «o concelho de Loures tem carências notórias ao nível da requalificação urbana».

O presidente da autarquia refere que apesar da legalização de muitos bairros, «falta a Loures uma visão de conjunto». Uma lacuna que a autarquia acredita ser possível colmatar através do recurso à comunidade estudantil que colaborará na requalificação destas áreas, ao mesmo tempo que ganha experiência prática de trabalho.

O protocolo agora firmado tem a duração de um ano, prazo este que poderá ser prorrogado. Está ainda prevista a realização de estágios curriculares nos serviços municipais da autarquia, para os alunos envolvidos no projecto. Carlos Teixeira anunciou ainda que a CML fará a divulgação dos resultados obtidos pelos alunos em revistas, livros e outros meios de interesse científico.

 





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Advogado

Anónimo

Advogado

Anónimo

asesor económico/comercial

Embajada en Lisboa