Notícias

Lisboa (mais) empreendedora

Os bairros municipais da capital vão incentivar o auto-emprego
05.01.2007


  PARTILHAR



Cátia Mateus

Fomentar a melhoria das condições de vida e o acesso ao emprego pela via do empreendedorismo é o objectivo do mais recente acordo firmado entre a Gebalis — empresa que detém a seu cargo a gestão dos bairros municipais de Lisboa — e o Millennium BCP Microcrédito.

O microcrédito entrou na ordem do dia, um pouco por todo o mundo, depois da distinção de Muhammad Yunus, economista e fundador do Grameen Bank, como Nobel da Paz. Portugal não é excepção. São já várias as instituições bancárias que, de uma forma ou de outra, se aliaram ao microcrédito.

O princípio é simples: conceder financiamento para criação de empresas a grupos sociais que de outra forma não teriam acesso ao crédito bancário. E é por esta via que a Gebalis acredita poder combater a exclusão social e apoiar a criação de emprego entre os moradores dos bairros municipais da capital do país.

Em comunicado, o Millennium BCP Microcrédito fez saber que o objectivo desta parceria com a Gebalis é “maximizar a identificação, estímulo e apoio à capacidade empreendedora dos moradores nos bairros municipais de Lisboa, com vista à criação de micro-empresas ou auto-emprego”.

O protocolo firmado prevê várias iniciativas junto dos moradores com vista à sensibilização para a causa empreendedora enquanto fonte de dinamização económica e alternativa de acesso ao mercado de trabalho. As instituições apoiarão os moradores dos bairros municipais e potenciais promotores de projectos empresariais com acções de formação e apoio técnico à formalização das candidaturas de financiamento e das empresas. Mas a sua intervenção não se fica por aqui e alarga-se também ao acompanhamento das empresas geradas ao abrigo deste acordo, na sua fase de lançamento e consolidação.

O microcrédito do Millennium BCP foi criado em finais de 2005 para apoiar no combate à exclusão social e ajudar a fomentar em Portugal uma cultura empreendedora. Os principais beneficiários deste sistema são desempregados, jovens recém-licenciados, imigrantes, reformados e alguns grupos sociais carenciados. No seu primeiro ano de actividade, o Millennium BCP Microcrédito ajudou a criar cerca de 327 novos postos de trabalho, num investimento global que deverá rondar os 4,1 milhões de euros.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT BANKING SECTOR-PSA BANK

Spring Professional Portugal

ARCHITECT / PROJECT MANAGER

Michael Page Portugal

ASSISTANT ACCOUNTING CONTROLLER

Spring Professional Portugal