Notícias

Liderança para jovens angolanos em Portugal

Liderança para jovens angolanos em Portugal

A Academia de Liderança assegurará estágio aos seus 15 participantes.
01.07.2011 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



O Banco BIC e PwC vão lançar, em parceria, uma Academia de Liderança para jovens angolanos que residam e estudem em Portugal. A iniciativa surge sustentada pelo aumento significativo do investimento naquele país e na tentativa de contribuir para a formação das novas gerações de líderes que possam contribuir para uma crescente e sustentada evolução económica de Angola. Com o objetivo estratégico de aproximar os investidores portugueses e angolanos e estabelecer-se como uma ponte entre os dois países, o Banco BIC dirige a sua atividade no sentido de apoiar as empresas nacionais rumo à internacionalização para aquele país africano, fomentando também o investimento inverso, levando os investidores angolanos a conquistar outros destinos em Portugal. Foi este o espírito que norteou a parceria agora estabelecida com a PwC, no âmbito da criação da Academia da Liderança e, consequentemente, da formação de jovens quadros angolanos que residam ou estudem em território português. As candidaturas para a academia de formação decorrem até 31 de julho e o arranque do programa está já agendado para 10 de setembro. Durante cinco dias os candidatos frequentarão um programa intensivo em formato off-site que inclui workshops, sessões de coaching, mesas redondas e debates em torno de temáticas relevantes para o futuro de Angola. O desenvolvimento dos conteúdos lecionados na formação será assegurado pela empresa holandesa Leaders2be, especializada no desenvolvimento de competências de liderança. Trata-se de um programa orientado para jovens universitários angolanos que se encontrem a finalizar o seu curso, que surge na sequência do programa de estágios já promovido junto da comunidade de estudantes angolanos em Portugal. A Academia de Liderança terá um limite máximo de 15 formandos. Todos os candidatos que se inscrevam através dos sites do BIC (www.bancobic.pt) e da PwC (www.pwc.com/pt) serão sujeitos a um processo de seleção. O programa de formação culminará com um seminário final e a atribuição de estágios a todos os formandos. Estágios que serão realizados no BIC e na PwC, mas também em outras empresas que apoiam o projeto, como o Hay Group, a Gesbanha, a Sociedade Portuguesa de Inovação, a Mota-Engil, a Visabeira ou a Auto-Sueco. A missão dos promotores é “contribuir para a formação das novas gerações de líderes que venham a ter impacto no desenvolvimento económico do país, reforcem o seu posicionamento global e aprofundem elos de ligação económicos e sociais com Portugal”.


OUTRAS NOTÍCIAS
57% dos jovens querem uma experiência internacional

57% dos jovens querem uma experiência internacional


Relação direta ou não, a realidade, é que os portugueses têm uma histórica tendência de emigração. Os dados são claros e espelham uma tendência que há muito é notória nos bancos das universidades: ...

Cursos de turismo batem record de alunos

Cursos de turismo batem record de alunos


As inscrições de novos alunos nas 16 Escolas de Hotelaria do Turismo de Portugal que funcionam no país estão a bater todos os records. Segundo dados do Turismo de Portugal, em apenas 10 dias foram pre...

Qualificação e descentralização combatem a crise

Qualificação e descentralização combatem a crise


Emprega milhares de pessoas em Portugal e não se prevê que esta tendência de crescimento se altere perante a crise. Tanto mais que em situação de conjuntura económica adversa, como a que o país atrave...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS



ÚLTIMAS FORMAÇÕES


MMOG/LE V 5

RH OPCO Academia