Notícias

Konica Minolta reforça equipa lusa

Konica Minolta reforça equipa lusa

No arranque de 2012 já a Konica Minolta manifestava a sua intenção de reforçar a posição da empresa no mercado nacional, apostando constantemente no seu envolvimento em projetos de valor acrescentado, na certificação dos seus parceiros e formação de excelência dos seus colaboradores.
13.09.2012 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



A ambição cumpriu-se e a empresa tem estado a reforçar o seu número de colaboradores ao longo de todo o ano. Até final de 2012 há ainda dez vagas para preencher. Engenheiros e consultores comerciais ligados à área da informática e tecnologias de informação estão na mira da Konica Minolta. A subsidiária portuguesa da multinacional especializada na oferta de produtos, serviços e soluções na área das tecnologias de impressão está a contratar dez novos reforços para a sua estrutura nacional. O programa de recrutamento que terá de estar concluído até ao final do ano, insere-se numa lógica de reforço de talentos que a empresa tem vindo a consolidar nos últimos meses e que permitiu já a contratação de seis profissionais para a equipa da tecnológica. Em pleno contraciclo com a conjuntura económica nacional, a Konica Minolta Portugal registou no ano passado uma subida de 0,4% nas suas vendas para o segmento de escritórios e produção, totalizando 20,6 milhões de euros, fazendo de 2011 o melhor ano de sempre da empresa sob o ponto de vista operacional. Os bons resultados, apesar da adversidade nacional, colocaram a Konica na rota das novas contratações e logo em março a empresa já assumia a meta de aumentar em 10% os seus postos de trabalho para este ano. As novas contratações têm vindo a ser feitas de forma faseada, restando agora dez lugares para preencher. Jorge Pimentel, Sales & Marketing manager da Konica Minolta Portogal, explica que o que motiva a empresa a recrutar neste cenário de crise “é a sua estratégia de renovação de quadros através da aposta em recursos humanos de excelência que permitam aumentar a força da Konica Minolta no mercado, com colaboradores que criem valor para os nossos clientes”. Comerciais, business developers, e estagiários em engenharia e tecnologias de informação podem, segundo o responsável, ter boas hipóteses na empresa. Entre os requisitos mais valorizados estão a “licenciatura ou mestrado na área da informática ou gestão, orientação para o cliente, bons conhecimentos de inglês, espírito empreendedor e muita criatividade”, explica Jorge Pimentel. Segundo o manager da área de vendas e marketing da empresa, desde o início do ano que a Konica Minolta tem estado a recrutar novos colaboradores, “fruto de uma estratégia de reestruturação da empresa e refrescamento dos seus recursos”, enfatiza. Os processos de recrutamento são conduzidos de acordo com as funções em causa, pelo que a empresa recorre a várias modalidades de deteção de novos valores. Anúncios, empresas de recrutamento e contactos pessoais são as formas mais utilizadas pela empresa, que também não deixa de lado a análise de candidaturas espontaneas. A empresa integra atualmente um universo de 150 colaboradores, dispersos pelos escritórios de Lisboa, Porto, Coimbra e Faro. Até ao final do ano o número vai crescer para os 160 e em 2013, possivelmente, a estratégia de reforço de recursos humanos terá continuidade. 2012 foi, de resto, um dos anos mais dinâmicos da empresa em matéria de recrutamento. Dinamismo, criatividade, dedicação, gosto pelo trabalho em equipa, são competências muito valorizadas no momento da seleção. “Todos os candidatos passam por uma triagem inicial, à qual se segue a fase de entrevistas e, em alguns casos, a realização de testes de aptidão”, explica Jorge Pimentel adiantando que “após um intensivo programa de acolhimento e formação, os novos colaboradores são integrados nas suas equipas de trabalho”. Mas em matéria de captação de talento, a empresa tem também outra fonte privilegiada: as universidades. “Nos últimos anos temos vindo a acolher alguns estagiários, principalmente nas áreas das tecnologias de informação e aderimos aos programas de estágios de verão lançados por algumas universidades”, explica Jorge Pimentel. A Konica Minolta está agora apostada em fomentar mais esta dinâmica com as universidades nacionais, dando a conhecer a cultura da empresa e estreitando a relação com os estudantes. Nos próximos dois anos, refere o responsável da empresa, “a Konica Minolta quer reposicionar a sua marca e fazer a alusão ao negócio de equipamentos e soluções de impressão, aumentando também o seu brand awareness, a sua quota de mercado e ultrapassando a concorrência”. Uma missão para a qual são desde o início formatados os novos colaboradores da empresa.


OUTRAS NOTÍCIAS
Teleperformance cria 1200 postos de trabalho

Teleperformance cria 1200 postos de trabalho


A Teleperformance Portugal inaugura já este mês um novo contact center no Parque das Nações, em Lisboa. A nova sede da empresa, que inclui simultaneamente uma plataforma de Customer Experience Managem...

Feira de emprego na construção metálica

Feira de emprego na construção metálica


Em Portugal o sector da construção metálica e mista emprega cerca de 50 mil trabalhadores, de acordo com os números da CMM – Associação Portuguesa de Construção Metálica e Mista. Luís Simões da Silva,...

Idiomas à prova de desemprego

Idiomas à prova de desemprego


No último ano, a Oxford School assistiu a um novo fenómeno na realidade do ensino de idiomas em Portugal. Depois de décadas a centrar o seu ensino num público maioritariamente composto por estudantes ...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Arquiteto

Anónimo

Colaborador

Anónimo

Comercial / Diretor(a) Comercial

ERA BELÉM RESTELO & ERA ALCÂNTARA/AJUDA