Notícias

Jogo virtual recria ambiente empresarial

Começar a praticar no virtual para não errar no real é a mensagem subjacente ao videogame da IBM, concebido para preparar os universitários e recém-licenciados para o mundo do trabalho.
16.11.2007


  PARTILHAR



Marisa Antunes
Os jogos computorizados estão a tornar-se cada vez mais sérios e voltados para os adultos. Basta pensar que agora até se pode ter uma segunda vida no mundo virtual da Second Life. Atenta a esta realidade, a multinacional IBM criou um «videogame» direccionado para quem quer vencer e inovar no mercado de trabalho.

Chama-se Innov8, é gratuito e pertence à classe dos jogos ditos sérios, que conseguem associar informação e entretenimento, através de simuladores da realidade. Ou seja, os jogadores entram num escritório virtual (num ambiente criado em três dimensões) e são desafiados a executar tarefas e a resolver problemas complicados que podem surgir no dia-a-dia de uma empresa.

>Como refere o comunicado da IBM, “o jogo é baseado em tecnologias avançadas e permite que os jogadores visualizem como a tecnologia e as estratégias empresariais afectam o desempenho da organização. Juntos, os utilizadores podem visualizar os processos empresariais, identificar procedimentos e explorar cenários de ‘e se', antes da tecnologia ser implantada”. Este tipo de plataformas — simulações que parecem um jogo mas que não correspondem a tal, uma vez que representam eventos ou processos, tais como operações comerciais — surgiu como um método de sucesso para treinar funcionários ou desenvolver novas competências.

Actividades diversas como a gestão de empresas, a aviação e até a medicina já utilizam estes simuladores para proporcionar as primeiras experiências práticas aos estudantes universitários, que podem aplicar aquilo que aprenderam na teoria.

Para David Rejeski, director da Serious Games Initiative, “o segredo mais bem guardado no mundo dos computadores e dos jogos de vídeo é a origem de um movimento — agora na ordem dos milhares — de jogadores, universidades e empresas, dedicados à aplicação de jogos em desafios sérios, como a educação, a formação, o tratamento médico ou a melhor governação”. O responsável lembrou ainda que “a IBM estabeleceu-se como um pioneiro em jogos sérios, permitindo às universidades educar os seus alunos utilizando jogos que eles possam compreender”.

Segundo o Apply Group, estima-se que em 2012, entre 100 e 135 das 500 empresas do índice da Global Fortune terão adoptado jogos de aprendizagem, com os EUA, Reino Unido e Alemanha a liderarem o caminho.

“A IBM vê os jogos sérios como uma forma nova de desenvolver as capacidades que são exigidas à medida que as estratégias de negócio e as TI se tornam mais estreitamente ligadas. O Innov8 foi concebido para fazer face a esta escassez de competências específicas, ao mesmo tempo que também ajuda as universidades a perceberem os benefícios da utilização de jogos sérios, como uma poderosa ferramenta para o ensino dos estudantes de hoje”, sublinha ainda Sandy Carter, vice-presidente da divisão de estratégia de SOA e WebSphere, canais e «marketing” da IBM,

O Innov8 encontra-se agora disponível, a custo zero para as universidades, através da Iniciativa Académica IBM, no site www.ibm.com/university/academicinitiative .

Como se acrescenta no comunicado da multinacional, “enquanto membros desta iniciativa, as escolas participantes receberão livre acesso a «softwares» da IBM, descontos de «hardware», materiais didácticos, a formação e desenvolvimento curricular. Quase 2000 universidades e 11.000 estudantes de todo o mundo já aderiram à Iniciativa Académica IBM.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ASSISTANT STORE MANAGER ALBUFEIRA

Michael Page Portugal

Eng. Eletrotécnico

GPFA-Projeto e Coordenação, Lda