Notícias

ISCSP relança feira de emprego

O evento quer dar visibilidade aos cursos deste instituto da área das ciências sociais e criar oportunidades de trabalho para os seus alunos.
24.10.2008


  PARTILHAR



Maribela Freitas
Decorre de 27 a 30 de Outubro a Feira de Emprego do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP), em Lisboa. O evento, que apresenta agora a sua segunda edição, pretende mostrar o valor da formação deste instituto e criar oportunidades de trabalho para os alunos.

A organização da feira é da responsabilidade da associação de estudantes (AEISCSP) e da direcção da escola. “É a segunda vez que se organiza esta Feira de Emprego. A primeira data de 1997 e, até agora, o ISCSP mudou de instalações, abriu o curso de Ciência Política, com Bolonha os currículos estão diferentes e o próprio mercado alterou-se. Em suma, existe a necessidade de mostrar um novo produto a um novo cliente”, refere Cláudia Pinto, da AEISCSP.

Durante os quatro dias do evento, vão realizar-se «workshops» e conferências destinadas tanto aos alunos como às organizações visitantes, entre as quais se contam a Vedior, Caixa Geral de Depósito, Fundação Jacques Delors e Inatel. Alguns dos «workshops» vão mostrar aos alunos como proceder, por exemplo, numa entrevista de trabalho ou na elaboração de um currículo. Os coordenadores das unidades pedagógicas vão explicar aos presentes, em conferência, as potencialidades da formação ministrada neste estabelecimento.
“É nosso intuito dar mais visibilidade aos alunos, uma vez que muitas das organizações contactadas estão interessadas neles para estágios curriculares”, frisa Elsa do Carmo, da AEISCSP. Acrescenta que a associação de estudantes está a apostar nesta visibilidade, pois “temos planos curriculares modificados, mais de acordo com aquilo que o mercado procura e precisa”.

A este propósito João Bilhim, presidente do conselho directivo do ISCSP, refere: “Os alunos deste instituto, embora formados na área das ciências sociais, não são dos que mais dificuldades enfrentam na busca de emprego”. O instituto possui um gabinete de acompanhamento dos estudantes junto do mercado de trabalho e realiza periodicamente inquéritos aleatórios para conhecer a taxa de empregabilidade. “O bom posicionamento prende-se com a preocupação que tem havido de não criar disciplinas ou cursos para dar lugar a professores existentes mas sim para responder às necessidades do mercado”, salienta João Bilhim. Quanto à feira de emprego, considera que esta é uma janela aberta que permite à universidade e às empresas comunicarem de forma eficaz.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal

CONTROLLER DE GESTÃO | RETALHO

Michael Page Portugal