Notícias

Internet traça perfil dos trabalhadores

30.05.2003


  PARTILHAR





Manuel Posser de Andrade

COM a globalização do mercado empresarial e a crescente mobilidade dos recursos humanos nas empresas, a internet é cada vez mais vista como um meio para facilitar a selecção, a retenção e a melhoria da "performance" dos trabalhadores nas empresas.

A Profiles International, uma empresa multinacional que desenvolve instrumentos de gestão e apoio às organizações no que diz respeito à selecção, formação, liderança de equipas e desenvolvimento pessoal dos colaboradores, disponibilizou a partir deste mês as suas ferramentas e aplicações na internet (www.profilesontheweb.com), permitindo a cada cliente ou parceiro o acesso de forma remota.

"Para as organizações significa o acesso a uma base de dados de informação a qualquer hora em qualquer lugar, sem necessidade de instalar 'software' nem 'back-ups' da informação", refere Todd Haney, da Profiles International, que esteve recentemente em Portugal para apresentar o centro de assessoria "on-line" desta empresa.

A Profiles é uma empresa norte-americana, criada em 1991, com mais de 25 mil clientes em 50 países e com soluções que abarcam vários segmentos empresariais, "desde o empreendedor - que, ao criar o seu negócio, pretende constituir e gerir uma equipa de sucesso - até à grande organização - com ou sem objectivos lucrativos, pública ou privada -, todos beneficiam com estas ferramentas de avaliação. A facilidade de utilização e a linguagem acessível dos relatórios eliminam quaisquer restrições na exploração do sistema", refere o responsável da Profiles.

Rotatividade pode ser evitada

Para tal, dispõe de uma série de ferramentas de avaliação à base de questionários. A informação gerada por estes instrumentos é utilizada em diferentes fases da gestão das pessoas, como a selecção de candidatos, a integração de novos colaboradores, o desenvolvimento pessoal e a gestão de carreiras.

Para Alcobia Ferreira, director da Profiles em Portugal, "apesar de cada empresa ou organização ter uma realidade própria, todos os gestores têm um objectivo comum, que passa por ter colaboradores fiáveis, de confiança e produtivos. Muitos estudos apontam para que dois em cada três novos colaboradores acabam por desapontar no primeiro ano de actividade e 95% dos candidatos exageram nas entrevistas por forma a obter o lugar", salienta.

Segundo este responsável, cerca de 80% da rotatividade do pessoal podem ser evitados se os gestores tiverem sempre presente a preocupação de escolher as pessoas que melhor se ajustam à função e à sua organização.

O segmento alvo de recrutamento são empresas de consultoria em recursos humanos, de recrutamento e selecção, de formação e outras que actuam no chamado "business consulting".

Os critérios de selecção são fundamentalmente a credibilidade e a capacidade de diagnosticar e apresentar soluções práticas para os problemas da gestão de pessoas.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ASSISTANT STORE MANAGER ALBUFEIRA

Michael Page Portugal

Eng. Eletrotécnico

GPFA-Projeto e Coordenação, Lda