Notícias

IKEA cria 420 empregos

23.04.2004


  PARTILHAR




Fernanda Pedro

A IKEA, a maior empresa sueca de distribuição de móveis e artigos de decoração para o lar, vai abrir a primeira loja em Portugal e com ela irá criar 420 postos de trabalho na área metropolitana de Lisboa.

A loja, implantada em Alfragide, que deverá abrir as portas em Junho vai criar assim oportunidades de emprego a muitos jovens portugueses para as áreas de vendas, logística, caixas, serviço de apoio ao cliente e de restaurante.

De acordo com António Machado, director da loja IKEA em Portugal, entraram desde Novembro de 2003, cerca de 14 mil currículos para as 420 vagas disponíveis.

"Já recrutámos 300 colaboradores, restam apenas 120 para lugares em 'part-time'", revela o responsável. Segundo o director da IKEA, o recrutamento excedeu todas as expectativas da empresa, já que "os candidatos apresentavam níveis de formação adequados aos lugares que tínhamos em aberto".

Além da formação que os candidatos apresentam, António Machado garante que o mais importante na sua escolha foi o perfil que apresentavam.

"Queremos pessoas que saibam trabalhar em equipa e com objectivos e com vontade de progredir na carreira. A IKEA valoriza a progressão dentro da empresa quer a nível nacional quer internacional", explica António Machado. Na realidade, o conceito de trabalho na IKEA é: "Vem trabalhar connosco e não para nós".

A loja em Alfragide será a maior da Península Ibérica e contou com um investimento de 60 milhões de euros. Hoje, a Ikea conta com 186 lojas em 31 países com mais de 76.000 colaboradores em todo o mundo. Em 2003, alcançou uma facturação de 11.300 milhões de euros e recebeu nas suas lojas um total de 310 milhões de visitantes.

Em Portugal, está presente desde 1974 com um escritório de compras no Porto e trabalha actualmente com 19 fornecedores portugueses. Com a abertura da loja na grande Lisboa espera alcançar um milhão de visitantes no primeiro ano.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Advogado

Anónimo

Advogado

Anónimo

asesor económico/comercial

Embajada en Lisboa