Notícias

Google estimula ideias científicas

Google estimula ideias científicas

O gigante tecnológico Google está a desafiar jovens estudantes de todo o mundo para apresentarem as suas ideias científicas na edição 2015 da competição Google Science Fair, a quinta de uma iniciativa inspirada pela vontade de mudar o mundo.

20.02.2015 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



O que há de comum entre uma lanterna que em vez de pilhas funciona à base do calor humano, a utilização de bactérias naturais no combate à fome no mundo, a criação de sensores que podem ser utilizados como acessórios ao serviço da terceira idade ou a criação de bioplásticos a partir de cascas de banana? Todas estas ideias nasceram da mente de jovens sub-18 com vontade de mudar o mundo, a quem o Google serviu de montra através da competição global Google Science Fair. A quinta edição desta competição global já está no terreno e em jogo estão viagens e um prémio de cerca de 44 mil euros (50 mil dólares).?Desde quarta-feira que a plataforma criada pelo Google para acolher as ideias de jovens cientistas, entre os 13 e os 18 anos, espalhados pelo mundo está operacional.

No site dedicado à Google Science Fair (www.googlesciencefair.com), o espírito empreendedor e inovador dos mais jovens volta a estar em destaque e além de submeterem as suas ideias podem também conhecer os projetos vencedores de anos anteriores e encontrar dicas para criar a melhor ideia, dentro da sua área de interesses. O propósito é comum a todos: criar algo capaz de mudar o mundo.?“A ciência está relacionada com a observação e com a experimentação. Está relacionada com o explorar questões ainda sem resposta, resolver problemas através da curiosidade, aprender à velocidade de cada um e nunca desistir de tentar”. Foi desta forma que Miriam Schneider, membro da Google Education Team resumiu a Google Science Fair na apresentação online aos jovens candidatos da competição, promovida conjuntamente com a LEGO Education, a National Geographic, a revista Scientific American e a Virgin Galactic.

À semelhança dos anos anteriores, Schneider vou a apelar a jovens investigadores, cientistas, exploradores e construtores de ideias que apostassem em “algo ambicioso, algo imaginativo ou até mesmo inimaginável”. ?As candidaturas à ediçao 2015 da Google Science Fair decorrem online, através da plataforma do evento, até 18 de maio e direcionam-se a jovens estudantes, de qualquer ponto do globo, com idades entre os 13 e os 18 anos. A submissão de candidaturas pode ser feita em várias categorias, desde a biologia, às ciências da computação, antropologia, energia, física ou outras.

Na edição deste ano há algumas novidades, nomeadamente a criação de prémios para reconhecer o ensino inspirador de um professor, um projeto de relevo numa área vital como impacto na comunidade ou até o reconhecimento da excelência científica do projeto de um jovem estudante considerado promissor. ?Entre os prémios previstos para os vencedores estão viagens promovidas pela National Geographic Expedition às Galápagos, visitas à sede da LEGO na Dinamarca que permitirão aos estudantes conhecerem os designers da marca, bolsas de estudo oferecidas pela Google e pela revista Scientific American e a oportunidade de visitarem a nave espacial Virgin Galatic na Mojave e Spaceport. Os finalistas regionais da competição deste ano serão conhecidos no início de junho e os finalistas internacionais em agosto.



OUTRAS NOTÍCIAS
1000 empregos no sector imobiliário

1000 empregos no sector imobiliário


A consultora imobiliária e financeira Decisões e Soluções, quer aumentar a sua equipa em solo nacional. Até ao final do ano, a marca de consultoria vai recrutar 1000...

A progressão como estratégia de retenção

A progressão como estratégia de retenção


Cuidadosa e surpreendente. É desta forma que Domingos Esteves, selling director da C&A Modas Ibéria define a equipa de 701 profissionais que integram a marca em Portugal. A empresa q...

Checkup: com que frequência avalia a sua carreira?

Checkup: com que frequência avalia a sua carreira?


A definição pode parecer redundante mas a diferença entre estar empregado e ser empregável é muito maior do que a uma primeira análise pode parecer. Mais do q...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Área Jurídica

Assembleia da República

Business Development Assistant

ARC International Design Consultants