Notícias

Futurália quer unir jovens e seniores no valor da qualificação

Futurália quer unir jovens e seniores no valor da qualificação

Sob o lema “uma feira para todos”, a Futurália regressa ao recinto da FIL, no Parque das Nações, em Lisboa, com a missão de unir os mais jovens e os profissionais já ativos no mercado de trabalho, em torno da importância da formação. Um desafio este ano acrescido, num país que já luta para mostrar aos seus jovens que a crise atual não pode limitar as suas opções de futuro. Durante três dias, o evento vai receber cerca de 400 expositores nacionais e estrangeiros, representando diversas empresas e outras instituições com vocação formativa.
01.03.2013 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



A conjuntura nacional é adversa e as notícias recentes em torno dos cortes no ensino superior e na capacidade económica das famílias lançam cenários de incerteza em torno da questão da formação e qualificação. Portugal criou nos últimos anos a mais qualificada das suas gerações, tornando-se conhecido internacionalmente como fornecedor de mão de obra de excelência, seja nas áreas da engenharia, investigação, medicina, gestão, mas também nos cursos mais técnicos. Com o desemprego jovem a assumir índices preocupantes, gorando as expectativas dos recém-formados e das famílias que investiram recursos financeiros e pessoais para concluir os seus cursos, o receio do desinvestimento crescente dos portugueses na formação está instalado. É o próprio Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, quem o assume ao apelar publicamente aos jovens para que não abandonem a formação e qualificação, mesmo quando “os níveis de desemprego não poupam os mais qualificados”. É neste cenário que arranca já a 13 de março, na Feira Internacional de Lisboa (Parque das Nações), a edição 2013 da Futurália, o salão da oferta educativa, formação e empregabilidade. Este ano, a bandeira hasteia-se num desígnio maior: unir jovens e seniores na importância do investimento na formação. “Uma feira para todos” é o grande lema da edição que agora se avizinha. Durante três dias – de 13 a 16 de março –, a Futurália vai voltar a unir os portugueses em torno dos desafios da formação, mesmo numa altura em que o país falha na retenção dos melhores talentos nacionais, perdendo a oportunidade de os colocar ao serviço da sua economia. Assim, nesta edição, o certame mantém a sua linha de posicionamento, assumindo-se como um evento para os mais jovens que procuram ainda uma orientação profissional e também os que estão em fase de escolher um curso superior. Mas a Futurália não se esgota nestes dois públicos. O evento tem, sobretudo este ano, um espaço reservado para os recém-licenciados e profissionais no ativo, onde é possível encontrar diversas opções capazes de maximizar as competências dos visitantes, apoiar a sua requalificação e estimular o seu espírito empreendedor. Uma nova consciência da importância da qualificação Leopoldo Guimarães, presidente da Comissão Consultiva da Futurália, reconhece a dificuldade acrescida que é cativar para o ensino, em particular para o ensino superior, os jovens perante o atual cenário económico, com impacto alarmante nos índices nacionais de desemprego. Mas para o responsável, a conjuntura adversa terá também de ser encarada como um desafio. O presidente garante, num documento enviado ao Expresso, que “é preciso contribuir para proporcionar uma nova consciência política sobre a realidade, ajudando a escola, a universidade e as diversas entidades de cariz social inorgânico, a cumprir esse desígnio”. Leopoldo Guimarães fala também da importância de “tentar demonstrar aos jovens que estão no centro de uma questão fundamental que envolve a sua geração: o que afinal representa o acesso à educação e formação, num futuro incerto, onde as qualificações representam o único valor que permanecerá seguro e imprescindível, apesar de todas as dúvidas atuais?” É em torno destas questões que se orienta a edição deste ano do evento que é há muito encarado como o maior certame de formação e qualificação nacional, atraindo largos milhares de visitantes a cada edição. Para este ano estão previstos diversos workshops e seminários, com enfoque em várias temáticas relevantes sob o ponto de vista da empregabilidade, sobretudo na área do empreendedorismo (ver sítio online www.futuralia.fil.pt). Confirmado está já um workshop de Design Thinking, promovido pela Novabase em colaboração com o Centro de Informação Jacques Delors, que visa “dinamizar e desenvolver com os participantes, não só ideias inovadoras, como a sua proatividade e criatividade”. Programas internacionais de intercâmbio académico, estágios, empregos (nacionais e internacionais), cursos profissionais e cursos superiores pensados para a reciclagem e reconversão profissional de perfis mais experientes, voltam a ter papel de destaque na edição deste ano da Futurália, onde também já está assegurada a presença da Agência Federal de Emprego Alemã que se associou ao evento para receber candidaturas e detetar talentos para o seu programa “job of my life”. A Futurália tem também um dia dedicado aos país (16 de março), pensado para lhes dar acesso ao maior número de informações sobre possibilidades formativas dos seus filhos, em território nacional e internacional.


OUTRAS NOTÍCIAS
Jovens advogados em formação

Jovens advogados em formação


Treinar jovens talentos para abraçar uma carreira na advocacia, é o objetivo base da mais recente iniciativa da sociedade de advogados Vieira de Almeida e Associados (VdA). O escritório criou em parce...

Centros de serviços recrutam em Portugal

Centros de serviços recrutam em Portugal


O exemplo mais recente é da Altran que contratará este ano 40 a 60 novos colaboradores para a sua estrutura no Fundão. O sector dos serviços de outsourcing tem sido notícia pelo seu potencial de cr...

Opensoft procura consultores

Opensoft procura consultores


A tecnológica portuguesa Opensoft está no mercado à procura de novos consultores para a sua equipa. Fundada há 12 anos, a empresa especializou-se no desenvolvimento de soluções tecnológicas suportadas...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Arquiteto

Anónimo

Colaborador

Anónimo

Comercial / Diretor(a) Comercial

ERA BELÉM RESTELO & ERA ALCÂNTARA/AJUDA