Notícias

Estude o que lhe apetecer

14.01.2005


  PARTILHAR




Diogo Archer

A CRESCENTE competitividade do mercado de trabalho tem «obrigado» cada vez mais licenciados a continuarem os seus estudos através, por exemplo, de pós-graduações, mestrados, doutoramentos e MBA.


As limitações surgem muitas vezes pelos seus (elevados) custos e sobrecarga horária que implicam. Uma alternativa é fazer cadeiras singulares de licenciatura em áreas como gestão, economia ou direito. «O ensino das universidades em Portugal é excessivamente vertical, ou seja, incide demasiado sobre uma área específica», explica Miguel Peixoto, da Select. Esta situação, que se verifica em âmbitos tão distintos como a engenharia ou as ciências sociais e humanas, leva a que os licenciados nestas áreas procurem com frequência adquirir mais conhecimentos para melhor realizarem o seu ofício.

Cadeiras referentes a fiscalidade e contabilidade estão entre as mais procuradas

No caso da Universidade da Beira Interior, é comum a matrícula nas cadeiras de Contabilidade das Sociedades e Gestão Orçamental, por permitirem a inscrição na Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas. Outro exemplo é o a Faculdade de Economia do Porto (FEP), onde, no presente ano lectivo, estão matriculados cerca de 30 alunos externos das mais variadas áreas, para realizarem cadeiras extra-curriculares. «É a procura de ferramentas de trabalho práticas na área de economia que permite aos destinatários uma maior evolução na carreira», refere o especialista da Select.

Regresso à escola

Das faculdades inquiridas, a maior parte requer um certificado de licenciatura, tornando as cadeiras extra-curriculares uma opção mais dirigida aos licenciados já no mercado de trabalho. Os motivos do regresso à faculdade prendem-se sobretudo com a necessidade de aumentar conhecimentos em matérias específicas em determinados momentos da carreira profissional.

Esta é uma modalidade alternativa aos sistemas tradicionais de ensino pós-licenciatura, com a vantagem de poder ser moldada à medida das necessidade de cada profissional.



Escolha a escola à sua medida

Instituto Superior de Economia e Gestão - 250 euros por cadeira — requer licenciatura

Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa - 500 euros por cadeira — requer licenciatura

Faculdade de Economia do Porto - 100 euros por cadeira — requer licenciatura

Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa - 200 euros por cadeira semestral e 400 euros por cadeira anual — requer licenciatura

Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa - 300 euros por cadeira — requer licenciatura

Universidade de Aveiro - Para as áreas de Economia e Gestão: Número de Unidades de Crédito x 84 euros — condições de acesso variam de caso para caso

Universidade da Beira Interior - 85.6 euros por cadeira — para aceder é necessário apenas que o candidato disponha dos conhecimentos necessários para a compreensão dos conteúdos da mesma

Universidade Aberta (ensino à distância) - Máximo de cinco cadeiras por ano lectivo, os custos variam entre 90 euros para anuais e 45 para semestrais — para aceder é necessário que o candidato tenha realizado uma cadeira anual ou duas semestrais, na Universidade Aberta ou não


 

 






DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


AR ITALIANO

Experis Finance, Tax & Legal

CONTROLLER DE GESTÃO INDUSTRIAL

Spring Professional Portugal