Notícias

Energia e Ambiente em licenciatura

04.06.2004


  PARTILHAR





Fernanda Pedro

A PRIMEIRA licenciatura em Portugal em Energia e Ambiente irá funcionar já no ano lectivo 2004/2005. Organizada pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL) e pelo Instituto Nacional de Engenharia e Tecnologia Industrial (INETI), a nova licenciatura será vocacionada para as energias renováveis.


De acordo com Miguel Miranda, coordenador da licenciatura e docente na FCUL, este curso nasceu para combater uma falha que existe no ensino superior relativamente às energias sustentáveis.

"Desta forma podemos reunir a experiência destas duas instituições relativamente às energias renováveis e proporcionar uma base científica e tecnológica aos futuros profissionais desta área", explica o coordenador.

De facto, para Miguel Miranda, a nova licenciatura faz todo o sentido na conjuntura actual, "já que as energias tradicionais vão-se tornando menos importantes ao passo que as renováveis são imprescindíveis".

A FCUL está neste momento empenhada numa nova orientação para a criação de licenciaturas transversais e multidisciplinares em áreas aplicadas.

A instituição entende que é fundamental estar atenta às necessidades emergentes da sociedade civil, do tecido empresarial e contribuir para o desenvolvimento económico do país de uma forma sustentável. Segundo Miguel Miranda, as aulas serão partilhadas pelas duas instituições.

A FCUL e o INETI verificaram a necessidade de inserir no mercado de trabalho perfis profissionais preparados para as questões de desenvolvimento sustentável.

Algumas das áreas que os novos profissionais da licenciatura em Energia e Ambiente terão de dominar são a implementação de sistemas de energia renovável, economia e gestão da energia, desenvolvimento de política da energia e investigação de sistemas renováveis de produção de energia.

A licenciatura terá uma duração de quatro anos e o conteúdo do programa do novo curso é centrado nas tecnologias (biomassa, vento, solar e hidrogénio) em contexto ambiental, com especial enfoque nos factores económicos e sociais.

Saídas profissionais

As áreas de emprego para os futuros licenciados são:

- Projecto e planeamento de sistemas de energia renovável
- Análise e desenvolvimento de política da energia
- Economia da energia
- Gestão da energia
- Contabilidade do efeito de estufa
- Avaliação dos impactos sociais e ambientais dos sistemas de produção de energia
- Investigação e desenvolvimento de sistemas renováveis de produção de energia.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ARQUITETO GRÂNDOLA

Michael Page Portugal

ASSISTANT STORE MANAGER BEJA

Michael Page Portugal

ASSISTANT STORE MANAGER PORTALEGRE

Michael Page Portugal