Notícias

É aqui que a Europa tem empregos disponíveis

É aqui que a Europa tem empregos disponíveis

A taxa de empregos disponíveis na Europa está a aumentar. Bélgica, República Checa, Alemanha e Suécia lideram a lista de países que nos primeiros quatro meses de 2016 tinham maior número de empregos disponíveis. Portugal pertence ao grupo dos que menos oportunidades estão a gerar.

24.06.2016 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Na Europa dos 28, a taxa de empregos disponíveis nos primeiros quatro meses de 2016 foi de 1,8%, segundo os dados esta semana divulgados pelo organismo de estatística europeu, Eurostat. O valor traçou uma evolução, ainda que tímida, face aos últimos quatro meses de 2015, altura em que a taxa rondava 1,7%, e também face à taxa registada nos primeiros quatro meses do último ano, onde somava a mesma percentagem. Os números deixam otimistas os profissionais europeus, sobretudo aqueles para quem as perspetivas de carreira passam por geografias como a Bélgica, a República Checa ou a Alemanha, países apresentados esta semana pelo Eurostat como os que mais vagas de emprego têm para preencher.

Seja a análise realizada na Europa a 19 ou na Europa a 28, o cenário mantém-se. A taxa de vagas de emprego disponíveis no velho continente está a aumentar. No primeiro caso, a taxa média de vagas disponíveis nos 19 Estados-membro foi de de 1,7% nos primeiros quatro meses do ano. No segundo, aos já referidos 1,8%. Em ambos os casos a taxa regista uma curva de evolução positiva, quer a comparemos com os quatro meses anteriores (os últimos de 2015), ou o início do ano passado.

Com este indicador - a Taxa de Empregos Disponíveis - o Eurostat mede a proporção de vagas de trabalho disponíveis (sejam elas novas vagas criadas recentemente, funções desocupadas, ou vagas prestes a serem criadas), para os quais o empregador procura ativamente um candidato disponível fora da empresa para preencher a posição em aberto. Fora desta contabilização ficam as vagas disponibilizadas apenas internamente. Ou seja, todas aquelas para as quais o empregador opta por uma solução de recrutamento interno para o seu preenchimento.

A análise esta semana divulgada pelo Eurostat permite não só listar os Estados-membro com mais vagas de emprego disponíveis, mas também os sectores de atividade com mais oportunidades de emprego em aberto na zona Euro. A liderança nesta matéria recai sobre o sector dos Serviços, com uma taxa média de empregos disponíveis de 2,1% nos primeiros quatro meses de 2016, logo seguida pela Indústria, com 1,4%. ?Entre os vários Estados-membro analisados, a maior taxa de empregos disponíveis foi identificada na Bélgica (2,6%), República Checa, Alemanha e Suécia (todos com uma taxa de 2,5%).

No outro prato da balança, entre os países com menor taxa de empregos disponíveis, estão Espanha e Portugal (ambos com 0,7%) e a Polónia (com 0,8%). Quando comparada com o período homólogo de 2015, a taxa de empregos disponíveis aumentou em 22 Estados-membros, permaneceu estável em três e caiu noutros três (Grécia, Irlanda e Chipre). As maiores subidas foram registadas em Malta (+ 1,2%), Letónia (+1,0%) e República Checa (+0,8%).

Taxa média de empregos disponíveis*

Bélgica - 2,6%
República Checa - 2,5%
Alemanha - 2,5%
Suécia - 2,5%
Reino Unido - 2,4%
Finlândia - 2,3%
Holanda - 2,0%
Croácia - 1,9%
Áustria - 1,9%
Média Europa 28 - 1,8%
Hungria - 1,8%
Eslovénia - 1,8%
Estónia - 1,5%
Letónia - 1,5%
Luxemburgo - 1,5%
Lituânia - 1,3%
Roménia - 1,3%
Bulgária - 1,0%
Chipre - 1,0%
Eslováquia - 1,0%
Irlanda - 0,9%
Polónia - 0,8%
Espanha - 0,7%
Portugal - 0,7%
Grécia - 0,2%

* Primeiros quatro meses de 2016
Fonte: Eurostat



OUTRAS NOTÍCIAS
Silêncio. Estão millennials a trabalhar!

Silêncio. Estão millennials a trabalhar!


A imagem da empresa perfeita pode incluir uma zona de lazer para os profissionais da qual façam parte mesas de ping-pong ou matraquilhos, jogos eletrónicos, fruta ou pequenos snacks grat...

Cuatrecasas vai apoiar startups do Direito

Cuatrecasas vai apoiar startups do Direito


Aliar os benefícios da tecnologia a um sector tão tradicional e conservador como o jurídico não é uma tarefa fácil, mas “há quem já o tenh...

55,5% dos portugueses trabalham sob pressão

55,5% dos portugueses trabalham sob pressão


Mais de metade dos profissionais profissionais portugueses (55,5%) estão diariamente sujeito a situações de pressão na sua atividade profissional e para 1,5 milhões ...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal