Notícias

DST recruta trabalhadores

O Grupo está a contratar em média entre 10 a 12 por mês para as suas áreas de negócio.
10.10.2008


  PARTILHAR



Maribela Freitas
O Grupo DST está a apostar forte nos seus recursos humanos. Por mês está a contratar entre dez a 12 pessoas, sobretudo nas áreas da engenharia civil e serralharia civil. Para os seus quadros o grupo pretende pessoas dinâmicas, empenhadas, com espírito de equipa e liderança. Em troca garante a integração numa estrutura que aposta na formação, no crescimento de carreira e no bem estar dos trabalhadores.

A génese da DST reside na construção civil e obras públicas, mas o grupo tem vindo a ramificar-se para outros negócios, como por exemplo as energias renováveis. Conta com 900 trabalhadores no seu universo e aposta numa contratação contínua que ronda entre dez a 12 colaboradores por mês. “Nesta altura do ano, entre Agosto e Outubro, apostamos numa forte política de contratação de engenheiros civis recém-licenciados de forma a serem talhados profissionalmente à imagem do grupo”, refere Pedro Condessa, director do departamento de recursos humanos da DST. Quanto ao perfil destes contratados, Pedro Condessa explica que a empresa procura pessoas com uma postura dinâmica e assertiva, com carácter aberto e desafiador para enfrentar as vicissitudes laborais e empresariais do dia-a-dia.

Procuram ainda profissionais com “espírito de equipa e liderança, bem como elevada pró-actividade no seu desempenho. Damos de igual modo muito enfoque às aptidões estéticas e culturais dos candidatos e às perspectivas de carreira dos mesmo enquadradas no espírito do grupo, sempre aliados à responsabilidade social e profissional”, acrescenta. Na selecção de candidatos contam com uma base de dados constituídas por propostas que lhes são enviadas e com uma forte ligação à Universidade do Minho - por questões geográficas - que encaminha licenciados para os seus processos de selecção.

No que respeita à formação, a DST realiza uma avaliação das necessidades a cada nova contratação, com vista a obter a melhor performance. Desde finais do ano passado que possui um centro de novas oportunidades, onde estão inscritos cerca de 300 colaboradores. “O grupon proporciona aos seus colaboradores, além de práticas salariais acima da média, a possibilidade de uma valorização contínua através da formação interna ou externa e benefícios extra-profissionais que contribuem para a fixação dos trabalhadores”, comenta Pedro Condessa. Dentro dos benefícios contam-se a frequência gratuita de ginásio, aulas de ioga nas instalações, oferta de bilhetes para espectáculos, a celebração de aniversários, etc. Vão construir junto aos escritórios uma creche, dois campos «indoor», um salão de baile e um ginásio. Na formação, contam com mais de 100 colaboradores com formação universitária e alguns destes já se empenharam na realização de pós-graduações, mestrados, doutoramentos ou ainda MBA's.

Em contrapartida, a DST aprecia sistematicamente os seus colaboradores, avaliando o seu potencial presente e futuro. “São patentes casos de colaboradores que começaram com cargos de subordinação e hoje são directores de departamento. A avaliação de desempenho origina uma verdadeira cultura de meritocracia, na medida em que visa a reunião de informações para a construção de programas ao nível de remuneração, promoção e formação de cada colaborador”, finaliza Pedro Condessa.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


BIM MANAGER

Michael Page Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal