Notícias

Ásia atrai empresário luso

Bruno Teixeira é um jovem empreendedor português que quer ajudar os empresários do país a conquistar os emergentes mercados asiáticos. Para isso, criou a Trading Europacific.
10.10.2008


  PARTILHAR



Cátia Mateus
Iniciou a actividade em Janeiro de 2008 e já se encontra implantada em mercados-chave como a China, a Índia, o Vietname, Singapura, Tailândia e Malásia. A Trading Europacific Consulting é uma empresa lusa, nascida este ano no Porto, pelas mãos de Bruno Teixeira, um jovem economista de 29 anos. A sua meta é ajudar as empresas portuguesas a expandirem-se, com sucesso, para os emergentes mercados asiáticos.

Cerca de 15 mil euros bastaram para que Bruno Teixeira colocasse de pé o seu negócio. O empresário reconhece que "existe ainda por parte dos empresários uma certa resistência na abordagem a novos mercados de forma proactiva, principalmente quando não coadjuvados pelo estado ou Organizações Públicas". Foi na expectativa de ajudar a inverter esta realidade que o jovem empresário investiu na criação da Trading Europacific.

"A ideia deu os primeiros passos no final de 2006, após o términos das minhas funções no ICEP, na Embaixada de Portugal na Indonésia, ao abrigo do programa INOVContacto", explica Bruno que diz ter constatado nessa altura que "a presença das empresas portuguesas na Ásia é muito reduzida, devido à distância física, diferenças culturais e falta de conhecimento sobre os diversos mercados, apesar do imenso potencial da região". Contudo, apesar dos desafios e dificuldades visivelmente associados a este projecto, o seu mentor diz não ter quaisquer dúvidas de que as potenciais recompensas são ainda superiores. "A Ásia possui quase 50% da população mundial e apresenta as mais altas taxas de crescimento sustentadas", argumenta o empreendedor.

Oferecendo soluções a empresas portuguesas que pretendam iniciar ou desenvolver negócios com mercados asiáticos em duas vertentes muito distintas - exportação e importação - "a Trading Europacific actua proactivamente e de modo prático no terreno, identificando e seleccionando o melhor parceiro local, com o qual negociamos posteriormente, seguindo as orientações e políticas previamente estabelecidas entre a empresa e os seus clientes nacionais, mas adaptadas às práticas e culturas locais". Na vertente de importação, a empresa oferece também um vasto conjunto de serviços de "sourcing" e controlo de qualidade nos países onde opera.

Em primeira linha, a consultora dirige a sua actividade para "empresas com ambição e desejo de crescer sustentadamente em novos mercados, de características difíceis, onde as perspectivas são excelentes e os consumidores ávidos e extremamente receptivos a bens e serviços ocidentais", afirma Bruno. No entanto, a empresa que dirige colabora igualmente com associações empresariais, câmaras de comércio e entidades públicas, "em projectos específicos que possam surgir naqueles mercados como missões empresariais, ou até mesmo elaboração de peças de comunicação adaptadas aos territórios".

Em fase de expansão, a Trading integra actualmente três parceiros de negócio a que se juntam dois consultores externos, "um destinado ao mercado indiano, outro sediado em permanência no Vietname", explica o empresário que adianta ter também vários acordos de parceria com empresas asiáticas em áreas como a Engenharia, Economia, Gestão e Direito. Além disso, revela Bruno Teixeira, "aguardamos o encerrar de diversas negociações com empresas asiáticas que vimos a desenvolver desde há um ano e que terão um papel importante no desenvolvimento da empresa a curto/médio prazo". O jovem empresário espera ainda conseguir "aproveitar melhor as potencialidades do QREN junto das empresas e associações, visto podermos colaborar neste âmbito em actividades de prospecção, promoção e futura comercialização".

Segundo Bruno Teixeira, as principais mais-valias deste projecto residem na sua inovação, diferenciação e apoio constante sendo um negócio focalizado em abordagens práticas e de terreno. O empreendedor garante que a sua organização possui um conhecimento profundo e prático da cultura e economia dos diversos mercados asiáticos, aliado a uma actuação no terreno com representantes locais, o que confere às empresas clientes uma maior segurança.

A internacionalização está na mira de Bruno Teixeira, ou não fosse esta uma empresa voltada sobretudo para os mercados internacionais. A médio prazo, a Trading Europacific vai apoiar também empresas espanholas que queiram entrar com menor grau de risco nos mercados asiáticos.

BI EMPRESARIAL
Nome: Trading Europacific Consulting
Fundador: Bruno Teixeira, 29 anos, licenciado em Economia e com pós-graduação em Marketing
Sede: Porto
Área de Actividade: Consultoria e desenvolvimento de negócios em mercados asiáticos
Investimento inicial: Cerca de 15 mil euros
Público-alvo: Empresas com ambição e desejo de crescer sustentadamente em novos mercados, de características complexas, associações empresariais, câmaras de comércio e entidades públicas.
Início de actividade: Janeiro de 2008
Empregos gerados: Cinco (dois são consultores externos)
Sítio: http://www.tradingeuropacific.com





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT BANKING SECTOR-PSA BANK

Spring Professional Portugal

ASSISTANT ACCOUNTING CONTROLLER

Spring Professional Portugal

BUSINESS ANALYST

Spring Professional Portugal