Notícias

Deficientes integrados

12.09.2003


  PARTILHAR




Fernanda Pedro

A CÂMARA Municipal do Montijo, em colaboração com a Confederação Nacional dos Organismos de Deficientes (CNOD), está disposta a contribuir para a empregabilidade dos seus cidadãos portadores de deficiência.

Para isso, vai este ano atribuir um prémio de mérito à empresa ou instituição do concelho que mais se distinga durante 2003, na integração nos seus quadros de pessoas deficientes.

Uma pessoa portadora de deficiência pode tornar-se num excelente trabalhador


Para Maria Amélia Antunes, presidente da Câmara Municipal do Montijo, um emprego para os cerca de 2213 habitantes do Montijo portadores de uma deficiência é um direito como para qualquer outro cidadão.

No Ano Europeu das pessoas com deficiência, a autarquia não ficou indiferente a esta questão e decidiu criar diversas iniciativas que visam promover o direito à igualdade de oportunidade destes cidadãos.

"A integração no mercado de trabalho é fundamental e para que isso aconteça é necessário sensibilizar o meio empresarial para esta questão", revela a autarca.

O prémio surge como uma forma de incentivo às empresas e instituições que contribuem para a empregabilidade de deficientes.

Está ainda a ser elaborado um Guia de Recursos para o concelho que permita a utilização por parte dos deficientes. Maria Amélia Antunes acredita que os empresários da região irão aderir a esta iniciativa, já que muitos empregam estes cidadãos há algum tempo.

"Algumas empresas já entenderam que uma pessoa portadora de deficiência pode perfeitamente, dentro das suas capacidades, ser uma excelente trabalhadora", explica a responsável da autarquia.

Maria Amélia Antunes garante mesmo que "podem ser bons profissionais porque no concelho existe uma forte componente de formação profissional para os portadores de deficiência".

Na verdade, a Cooperativa para a Educação e Reabilitação de Crianças Inadaptadas do Montijo e Alcochete (CERCIMA) e a RUMO, uma associação direccionada para pessoas com problemas psíquicos, são instituições que na opinião da presidente da Câmara do Montijo têm um papel fundamental na formação profissional destes jovens e na sua integração na vida activa.

Para atribuição do prémio existe um júri formado por elementos da autarquia, do Centro de Emprego do Montijo, da CERCIMA, da RUMO e da CNOD.

As candidaturas podem ser entregues até ao dia 21 de Outubro e a entrega do prémio será realizada no dia 21 de Novembro.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


RESPONSÁVEL COMERCIAL NACIONAL

Spring Professional Portugal

ADMINISTRATIVO RH C/FRANCÊS - LISBOA

Kelly Services Portugal

ATUÁRIO

Grupo Egor