Notícias

Continente procura apps inovadoras

Continente procura apps inovadoras

Está em marcha a segunda edição da competição Start APP, uma iniciativa da cadeia de retalho Continente que procura apps inovadoras, made in Portugal, capazes de revolucionar o seu relacionamento com os clientes através de soluções mobile. Estão cinco mil euros em jogo para empreendedores orientados pela tecnologia e inovação.

13.02.2016 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



O Continente voltou a lançar o alerta à comunidade académica nacional, mas também a startups e PME que atuem na área do desenvolvimento de aplicações e programação: está em marcha a segunda edição da Start APP, a competição promovida pela cadeia de retalho que visa promover o talento e a criatividade dos jovens, no âmbito do desenvolvimento de uma aplicação (app) para dispositivos móveis capaz de inovar a relação da marca com os seus clientes. Depois de uma primeira edição focada no desenvolvimento de apps para listas de compras, o Continente quer agora conhecer as soluções nacionais para “reservar produtos personalizados, como sejam bolos de aniversário, refeições e frescos”, explica Pedro Santos, diretor de eCommerce Operations da Sonae.com. O projeto vencedor tem um prémio de cinco mil euros e a possibilidade de ver a sua app implantada no universo Continente.

A última edição da iniciativa Start APP somou 250 participações e reconheceu a inovação de uma app desenvolvida por três jovens estudantes que ia além da simples elaboração de uma lista de compras e permitia, por exemplo, a criação de listas de compras em grupo, a programação do percurso do cliente na loja, saber a localização exata de um determinado produto, a par com outras funcionalidades capazes de facilitar a vida aos clientes nas lojas Continente. Esse é, de resto, o grande propósito do Start APP. “Queremos desafiar os jovens talentos nacionais a desenvolverem a inovação em mobilidade e tecnologia, colocando-a ao serviço dos nossos clientes de modo a que lhes facilitem a vida”, esclarece Pedro Santos.

O especialista de eCommerce Operations da Sonae.com realça que a app vencedora da última edição está neste momento em fase de implantação nas lojas e o mesmo deverá suceder com o projeto que vier a destacar-se nesta edição.?Em 2016, a competição quer distinguir “as melhores apps para a reserva de produtos personalizados que podem ser desde bolos de aniversário a carne ou peixe arranjados de determinada forma para uma refeição”. O objetivo da marca é “estar com os seus clientes em qualquer lugar e de qualquer forma”, por isso procuram soluções multiplataforma que permitam “melhorar o retalho alimentar acrescentando ao conjunto de serviços existentes outros que permitam revolucionar a experiência de compra dos clientes”, destaca Pedro Santos.

Já a decorrer, a segunda edição da competição estipula até 30 de março o prazo para que os candidatos entretanto inscritos submetam os seus protótipos que poderão ser votados online, através da plataforma da competição. Em abril serão selecionados os 10 projetos mais votados pelo público e pelo júri, constítuido por especialistas das várias áreas da Sonae. Os 10 finalistas passarão por uma fase de pitch, onde defenderão os seu projetos perante o júri que, posteriormente, selecionará a app vencedora que arrecadará o prémio de cinco mil euros. Entre os critérios que pesarão na decisão do júri estão, segundo Pedro Santos, “fatores como a votação do público, a proposta de valor da app, a sua inovação e usabilidade e o número de passos necessários para utilizar a app, entre outros”. O vencedor da competição - que é dirigida a estudantes de design, comunicação, programação, mas também a startups e PME - será conhecido a 28 de abril.



OUTRAS NOTÍCIAS
COTEC atrai jovens para carreiras de engenharia

COTEC atrai jovens para carreiras de engenharia


Promover o gosto pela engenharia e pela ciência em jovens estudantes, destacar a relevância da aprendizagem desta área de estudo no incentivo à inovação e empre...

VdA treina futuros advogados

VdA treina futuros advogados


Foi para desenvolver nos estudantes de Direito, futuros advogados, as soft skills necessárias ao exercício da profissão e, por esta via, complementar o conhecimento técnico...

Zaask: expandir e contratar

Zaask: expandir e contratar


A estratégia e as prioridades de contratação diferem de uma startup para uma empresa solidamente implantada no mercado? Luís Martins, CEO da Zaask, a startup portuguesa que...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Área Jurídica

Assembleia da República

Business Development Assistant

ARC International Design Consultants