Notícias

CMU Portugal volta a 'apadrinhar' doutoramentos e estágios

CMU Portugal volta a 'apadrinhar' doutoramentos e estágios

O Programa Carnegie Mellon Portugal vai voltar a atribuir bolsas para doutoramentos duais em áreas como a Robótica, Engenharia Informática, Ciência de Computadores, Empreendedorismo, Políticas Públicas e muitas outras. O programa foi criado em 2006 com a missão de colocar Portugal na vanguarda da inovação em áreas de forte componente tecnológica, através da promoção de investigação de ponta, da formação e de uma ligação estreita com a indústria nacional. Em dez anos, mais de 120 estudantes receberam apoio nos seus estudos.

18.11.2016 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



O primeiro ano do doutoramento de Rui Silva foi feito em Portugal, no Instituto Superior Técnico. Em agosto partiu para a Carnegie Mellon University, em Pittsburg (Estados Unidos), onde nos próximos dois anos estará a conduzir a sua investigação na área da robótica e inteligência artificial. É um dos alunos bolseiros do Programa Carnegie Mellon University (CMU Portugal), financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), que desde a sua criação já apoiou mais de 120 alunos e tem novamente candidaturas abertas para a atribuição de bolsas de doutoramento de grau dual para o ano letivo de 2016/2017.

Os doutoramentos do programa CMU Portugal garantem a atribuição de dois diplomas, um de uma universidade portuguesa e outro da Carnegie Mellon University (CMU), e cobrem um conjunto alargado de áreas de investigação: Robótica, Engenharia Informática, Ciência de Computadores, Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, Tecnologias da Língua, Matemática Aplicada, Mudança Tecnológica, Empreendedorismo, Engenharia e Políticas Públicas.

Para João Claro, diretor nacional do Programa CMU Portugal, este duplo reconhecimento “é uma das características distintivas do programa, mas é sobretudo uma enorme vantagem para os alunos nos seus percursos académicos e profissionais”. Mas há outras. Todas as bolsas atribuídas no âmbito deste projeto funcionam em articulação com as Iniciativas Empreendedoras de Investigação do programa, “projetos de investigação em que o desenvolvimento de conhecimento se integra estrategicamente com a criação de soluções para problemas concretos, com impacto social e económico”, explica. Outra das mais valias elencadas pelo responsável e pelos participantes está relacionada com a integração na comunidade científica da CMU, já que permite “abrir muitas portas para redes internacionais de investigação”.

Orientação para a excelência
Rui Silva reconhece-o ao admitir que o doutoramento lhe oferece um conjunto alargado de capacidades que “irão abrir várias oportunidades futuras”. A possibilidade de poder trabalhar com duas universidades de topo - IST e CMU - “tirando partido das mais valias de cada uma delas” é também apontada pelo doutorando como uma mais-valia. Bernardo Toninho, antigo bolseiro do programa, partilha da mesma opinião. Passou dois anos nos EUA a produzir investigação e reconhece que “o ambiente é particularmente propício para produzir trabalho de excelência”.

Os prazos para a submissão de candidaturas para as bolsas CMU decorrem de forma faseada, consoante as áreas de investigação, até 15 de dezembro, 1 de janeiro e 15 de janeiro. Em simultâneo, estão também a decorrer até 30 de novembro, as candidaturas para o Programa de Estágios de Investigação e o Programa de Intercâmbio de Docentes, que permitirão a estudantes, investigadores e docentes portugueses fazer investigação na CMU, em Pittsburg ou Silicon Valley, nos Estados Unidos.



OUTRAS NOTÍCIAS
Católica abre vagas para masters de Gestão

Católica abre vagas para masters de Gestão


São dois dos programas executivos mais concorridos da Católica Lisbon of Business and Economics e têm novas edições previstas para maio de 2017. A escola de gest&atil...

IKEA prepara 250 contratações

IKEA prepara 250 contratações


A sueca IKEA está em Portugal há 12 anos. Em 2004, a empresa inaugurou a primeira loja nacional, em Alfragide (concelho da Amadora) e hoje soma quatro - Alfragide, Matosinhos, Loures e B...

Ria Blades cria 400 postos de trabalho

Ria Blades cria 400 postos de trabalho


A Ria Blades anunciou um investimento de €16 milhões de euros na expansão da fábrica de pás eólicas, em Vagos, durante o próximo ano. Esta que será...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


COMPRADOR - INDIRECTOS

Michael Page Portugal

CONSULTOR DE INCENTIVOS FINANCEIROS

Michael Page Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal