Notícias

Castelo Branco quer mais cursos

11.02.2005


  PARTILHAR




Vítor Tomé

O INSTITUTO Politécnico de Castelo Branco (IPCB) voltou a apresentar a proposta de abertura de um curso de licenciatura em Medicina Veterinária para a Escola Superior Agrária (ESA).

Uma aposta já feita em anos anteriores e não autorizada pelo ministério da tutela, apesar da ESA ser considerada uma das que possui melhores condições humanas e materiais para promover uma licenciatura naquela área, como o demonstram o picadeiro, a vacaria ou os diferentes laboratórios. Mas as propostas que seguiram para o Ministério do Ensino Superior envolvem outras áreas do conhecimento.

De acordo com o presidente do Instituto Politécnico de Castelo Branco, Valter Lemos, foram apresentados mais cinco novos cursos e uma outra variante de instrumento no curso de música.

Outra das novidades vai ser a licenciatura em Informática Biomédica. Um curso que «será ministrado na Escola Superior de Tecnologia e que terá o apoio da Superior de Saúde. Trata-se de uma oferta formativa que mereceu a aprovação dos três hospitais da região e que é inovadora».

A Escola Superior de Artes Aplicadas (Esart) também apresentou um novo curso e uma nova variante para instrumento. Se o ministério da tutela aprovar as propostas, a Esart terá uma nova licenciatura em Música Electrónica e Produção Musical, bem como e uma nova variante em trombone, que se vai juntar aos outros 14 instrumentos leccionados na escola.

Outro dos cursos apresentados foi o de Direcção e Gestão Hoteleira, que será a primeira licenciatura a funcionar na Escola Superior de Turismo, que o Instituto Politécnico de Castelo Branco irá abrir no Fundão, provavelmente ainda este ano.

Reconquista - Rede Expresso

 

 

 

 





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


COMERCIAL - CONSTRUÇÃO CIVIL - ZONA NORTE

Spring Professional Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal