Notícias

Baixas qualificações 'arrasam' o PIB

07.05.2004


  PARTILHAR






O DÉFICE de qualificações académicas em Portugal causou uma diminuição no crescimento do PIB de -1,2%, entre 1979 e 1990. A conclusão é da OCDE, no estudo que elaborou sobre as perspectivas de desenvolvimento da economia portuguesa. A mesma pesquisa apurou que entre 1990 e 2000, a taxa de crescimento anual da produtividade situou-se abaixo na casa dos 1,8%. Quase metade deste aumento (cerca de 1%) foi originado pela entrada de trabalhadores mais qualificados no mercado.


O relatório salienta ainda que parte das razões da baixa produtividade portuguesa prendem-se com a criação de empregos muito orientada para trabalhadores com baixas competências e mal remunerados.

"Os recentes ganhos de produtividade em muitos países da OCDE estão associados a uma taxa de emprego estável ou em queda, muitas vezes relacionada com a exclusão do mercado de trabalho da força laboral com fracas competências e mal remunerada", conclui o estudo.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


COUNTRY ACCOUNTANT

Spring Professional Portugal

DATA ARCHITECT

Experis IT

DIRETOR DE OBRA SÉNIOR

Experis Engineering