Notícias

Angola regressa a Portugal para recuperar  talentos

Angola regressa a Portugal para recuperar talentos

Angola quer captar de volta os talentos que tem em Portugal. Depois do sucesso alcançado na última edição do Fórum de Recrutamento, a Elite International Careers está de regresso a Portugal já este mês, com 150 oportunidades de emprego em Angola para jovens angolanos que queiram regressar ao seu país.
01.03.2013 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Angola está em crescimento e é atualmente uma das economias mais dinâmicas do mundo, mas continua a braços com a falta de quadros qualificados, que é atualmente um dos maiores problemas das empresas que operam no território. Para colmatar esta lacuna e garantir o regresso dos talentos angolanos que escolheram qualificar-se ou desenvolver carreira fora do país, a Elite International Careers está de regresso a Portugal onde vai promover de 8 a 10 de março, na região da grande Lisboa, o seu 5º Fórum de Recrutamento para Angola. O evento é reservado a talentos detentores de convite. O registo no site da Elite, em www. wliteic.net é o primeiro passo, obrigatório, para quem quer candidatar-se a participar-se neste fórum onde todas as rotas vão dar a Angola. Seguindo o que já vem sendo prática na organização, o local do evento é só divulgado junto dos profissionais que passaram a fase de seleção prévia e receberem convite para estar presentes no certame, onde estarão cerca de 16 empresas, com mais de 150 vagas para preencher e várias oportunidades para programas de integração direcionados a jovens angolanos, recém-licenciados. Segundo a organização do fórum, o objetivo é “criar uma plataforma de contacto direto entre empregadores nacionais e multinacionais com operações em Angola e candidatos angolanos, recém-graduados, na sua maioria à procura de uma carreira profissional no país”. Total E-P Angola, Chevron, Sonils, Accenture, Banco Privado Atlântico, Eni, FMC Technologies, Banco Millennium, Standard Bank, Unitel, Sonasurf, Net One e Panalpina, são algumas das empresas cuja presença já está confirmada no evento. Juntas, vão gerar oportunidades de trabalho nas mais diversas áreas, com particular enfoque nos diversos ramos da engenharia, áreas técnicas (quadros médios com experiência comprovada na sua área de atuação) e áreas de suporte como contabilidade, finanças, recursos humanos ou até logística. Nesta que é a quinta edição do Fórum de Recrutamento com a chancela da Elite, a empresa espera a participação de cerca de 500 candidatos angolanos a residir em Portugal, ou noutros países da Europa, devidamente filtrados de pois de apresentarem a sua candidatura ao evento. No fórum nacional estarão presentes, segundo a organização, além das empresas, cerca de 100 delegados, incluindo diretores de recrutamento, diretores gerais e de departamento, disponíveis para esclarecer os participantes em todas as suas dúvidas. Assente num modelo dinâmico, “o Fórum permite uma maximização do tempo dos participantes e das empresas, possibilitando uma comunicação eficaz entre ambos, contando com sessões de networking, workshops e apresentações corporativas”, explica a organização. Restrito a jovens angolanos com qualificações superiores ao nível da licenciatura ou mestrado (concluído ou a concluir ainda este ano) que queiram regressar ao país, o evento tem vindo a alcançar taxas de sucesso crescentes, sobretudo em Portugal. Nas últimas edições, a organização confirma um número significativo de novas contratações dos participantes do fórum que já se encontram a trabalhar em Angola. A falta de oportunidades de emprego em Portugal e a possibilidade real dos angolanos seguirem uma carreira aliciante no seu país, contribuindo ativamente para a sua economia e desenvolvimento, levam a Elite International Careers a colocar fortes expectativas na edição que agora se avizinha. A empresa tem vindo a especializar-se no apoio a multinacionais e grandes empresas nacionais para localizar capital humano em mercados de trabalho emergentes, onde se destaca Angola. Nos últimos anos tem vindo a desempenhar um papel ativo no processo de angolanização especializada na procura de quadros angolanos com a missão de satisfazer as necessidades das empresas que operam no território. Aos participantes selecionados para marcar presença no evento, a Elite aconselha a uma cuidadosa preparação prévia, de modo a tirar o maior partido desta oportunidade. “Fazer uma pesquisa detalhada das empresas participantes, levar para o evento um CV bem estruturado e apostar numa apresentação formal”, são fatores que para a empresa podem contribuir ativamente para assegurar aos candidatos entrevistas e causar uma boa impressão junto dos recrutadores.


OUTRAS NOTÍCIAS
Futurália quer unir jovens e seniores no valor da qualificação

Futurália quer unir jovens e seniores no valor da qualificação


A conjuntura nacional é adversa e as notícias recentes em torno dos cortes no ensino superior e na capacidade económica das famílias lançam cenários de incerteza em torno da questão da formação e qual...

Jovens advogados em formação

Jovens advogados em formação


Treinar jovens talentos para abraçar uma carreira na advocacia, é o objetivo base da mais recente iniciativa da sociedade de advogados Vieira de Almeida e Associados (VdA). O escritório criou em parce...

Centros de serviços recrutam em Portugal

Centros de serviços recrutam em Portugal


O exemplo mais recente é da Altran que contratará este ano 40 a 60 novos colaboradores para a sua estrutura no Fundão. O sector dos serviços de outsourcing tem sido notícia pelo seu potencial de cr...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


1 CHEFE DE UNIDADE DE RECURSOS HUMANOS

Autoridade da Concorrência (AdC)

1 ESTÁGIO CURRICULAR EM GESTÃO DO ARQUIVO

Autoridade da Concorrência (AdC)