Notícias

Aeronáutica gera 200 novos empregos

Aeronáutica gera 200 novos empregos

Matosinhos está em contraciclo. Quando o país treme com a subida constante da taxa de desemprego e com a insolvência de um número crescente de empresas, o município anuncia o início da construção de uma nova unidade do Centro de Excelência e Inovação na Indústria Automóvel (CEIIA), vocacionada para a engenharia aeronáutica, que arrancará já em janeiro. Em pleno funcionamento, a estrutura deverá permitir a criação de duas centenas de postos de trabalho.
08.11.2012 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Transformar Matosinhos no cluster da indústria aeronáutica é uma das grandes ambições de Guilherme Pinto, o presidente da Câmara Municipal. E poderá estar agora mais perto de o conseguir. A autarquia assinou esta semana a escritura de cedência de direito de superfície dos dez mil metros quadrados de terreno que servirão de base à construção do novo Centro de Engenharia Aeronáutica do Centro de Excelência e Inovação da Indústria Automóvel (CEIIA). O arranque da construção da nova estrutura está previsto para janeiro e implicará um investimento de cerca de 30 milhões de euros. Uma verba que representa um passo em frente na dinamização económica do município, mas que é sobretudo uma luz ao fundo do túnel em matéria de emprego, num país onde ele escasseia. No terreno localizado entre a Estrada da Circunvalação e a Avenida D. Afonso Henriques, em Matosinhos, residem 200 novas oportunidades de emprego. Essa é a estimativa anunciada por Aloísio Leão, presidente do CEIIA, segundo o qual “a nova unidade a construir, que albergará o Centro de Engenharia Aeronáutica do CEIIA, permitirá a criação de 200 novos postos de trabalho, 180 dos quais serão ocupados por engenheiros, especializados nesta área e noutras de forte componente tecnológica”. As novas instalações do centro estarão vocacionadas, segundo o responsável, para a realização de estudos de elevado impacto na área da indústria aeronáutica, nomeadamente na vertente da investigação, fabrico de protótipos, ensaios e experimentação. O presidente do CEIIA esclarece que este é um projeto de continuidade e de investimento do CEIIA em Portugal, uma vez que o centro já assegura emprego a 150 profissionais, a partir das suas instalações no Tecmaia, concelho da Maia, que serão para manter. O CEIIA está atualmente envolvido no projeto do novo avião militar KC-390, da Embraer, OGMA e Empresa de Engenharia Aeronáutica (EEA) e na parceria da Salvador Caetano com a Airbus, marcando já presença em diversos países como Inglaterra, França, Brasil, e Itália. O regresso da investigação ao centro da cidade Para o autarca de Matosinhos, a construção do centro de excelência aeronáutica representa “o regresso da investigação e da indústria ao coração da cidade”. Mas para as centenas de licenciados nas áreas mais tecnológicas da engenharia, que todos os anos saem das universidades portuguesas, o projeto é muito mais que isso e representa uma oportunidade efetiva de desenvolverem a carreira com que sonharam, no seu país. Nos últimos meses, Portugal tem sido notícia pelas sucessivas missões de recrutamento promovidas por empresas estrangeiras que vêm a Portugal e às principais universidades nacionais, recrutar engenheiros altamente qualificados, em áreas tão diversas como as tecnologias de informação, biotecnologias, aeronáutica e aeroespacial, energias renováveis e muitas outras. Nos profissionais portugueses reconhecem a qualidade técnica e uma qualificação acima da média, bem como uma forte aptidão para a inovação. Características que têm aberto portas de inúmeros portugueses altamente qualificados no estrangeiro, mas que também podem atrair as atenções do mundo para o desenvolvimento do cluster aeronáutico nacional. O novo Centro de Engenharia Aeronáutica do CEIIA começa a ser construído em janeiro. Não há ainda previsão para a sua entrada em pleno funcionamento, mas a há certeza de que este centro de excelência já está de olhos postos nos melhores talentos das universidades nacionais. A meta é constituir uma equipa de excelência num projeto que gera um novo otimismo entre os que querem, de facto, retribuir ao seu país o investimento feito na sua formação.


OUTRAS NOTÍCIAS
MELOM quer contratar 100 novos agentes

MELOM quer contratar 100 novos agentes


A empresa especializada em obras e remodelações domésticas MELOM está a aumentar a sua equipa em território nacional. A marca tem a decorrer um processo de recrutamento que prevê a entrada de 100 nov...

Escola João de Deus recruta professores

Escola João de Deus recruta professores


Na ordem do dia está o desemprego entre os professores. Mas em território nacional há quem, em nome da qualidade do sistema educativo, trave batalhas para contrariar esta tendência. Desde o início do ...

Gfi Academy forma nas tecnologias

Gfi Academy forma nas tecnologias


Arranca este mês uma nova edição da Gfi Academy - Microsoft, a segunda de uma formação centrada nos profissionais das tecnologias de informação (TI). Há 12 vagas em aberto para um curso intensivo, com...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNT MANAGER INDUSTRIAL E LOGÍSTICA - PORTO

Adecco Recrutamento Especializado

CANDIDATURAS AO CARGO DE REITOR

UAlg – Universidade do Algarve

DIRETOR DE OBRA

Companhia das Obras