Notícias

A startup lusa que quer revolucionar o mercado da tradução

A startup lusa que quer revolucionar o mercado da tradução

Nasceu em 2013 e rapidamente conquistou Silicon Valley. A Unbabel é uma startup portuguesa que materializa no terreno a ambição de fazer desaparecer a tradução. Ou por outra, torná-la tão natural e automática que seja praticamente impercetível. O seu conceito já conquistou os investidores internacionais. A empresa, foi a primeira portuguesa a entrar no acelerador YCombinator, o santo graal dos aceleradores de negócios mundiais.

03.04.2015 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Eliminar as barreiras linguísticas que ainda persistem e transformar a tradução automática numa realidade acessível a todos é o objetivo dos cinco fundadores da Unbabel, a startup portuguesa, fundada em 2013, que combina a tradução automática com uma comunidade de tradutores que valida essa tradução. Desde que foi criada, a empresa já atraiu a atenção e o interesse de um conjunto de investidores de peso que nela investiram mais de dois milhões de doláres. Na carteira de clientes de  Vasco Pedro, João Graça, Sofia Pessanha, Bruno Silva e Hugo Silva, estão gigantes como a Microsoft, a Google, o eBay, a edX, a Coursera e o Grupo Pestana.

?“O nosso objetivo é fazer parte da criação de uma internet mais inclusiva, onde todo o conteúdo está disponível a todos, independentemente da língua nativa, e fazê-lo de uma forma que seja tão simples de usar e tão barata que o processo de tradução deixa de ser amis um passo, mais uma barreira e fica embebido no dia-a-dia”, explica Vasco Pedro um dos fundadores da empresa e atual CEO da Unbabel. Foi esta a ideia que levou a Caixa Capital, a Faber Ventures, a Shilling Capital Partners, a Google Ventures, e outros, a investirem no projeto da equipa portuguesa que já criou 15 empregos diretos e perto de 18 mil indiretos, entre os vários tradutores que trabalham online para a Unbabel.?

Com a maioria dos clientes da startup lusa está no mercado internacional e são sobretudo grandes organizações com forte presença online, como a Microsoft, a Google, o eBay para quem “traduzir é equivalente a crescer, chegar a uma audiência maior e a mais clientes”, explica o CEO. Contudo, o projeto da Unbabel é também pensado para clientes individuais que precisem de ultrapassar as barreiras de linguagem, sem recorrer aos sistemas tradicionais de tradução “demasiado lentos e caros” ou a “sistemas de tradução automática sem qualidade suficiente”. Na essência, explica Vasco Pedro, “hoje estamos limitados a comunicar com pessoas com quem partilhamos um idioma. No futuro, não haverá essa barreira. A nossa visão é fazer a tradução desaparecer. Ou seja, será tão fácil e tão perfeita que nem vamos perceber que está a acontecer. Vamos simplesmente comunicar”, conclui.

BI EMPRESARIAL

Promotores:?
Vasco Pedro, 38 anos?
João Graça, 35 anos?
Sofia Pessanha, 35 anos?
Bruno Silva, 40 anos?
Hugo Silva, 21 anos 

Atividade: 
A startup unBabel presta um serviço de tradução que combina a inteligência artificial com uma comunidade de editores humanos, capaz de gerar e entregar traduções de forma simples e automática através de uma aplicação.

Data de criação:
Agosto de 2013.

Investimento inicial:
A empresa deu os primeiros passos com recurso ao apoio de investidores. Até agora recebeu quase dois milhões de dólares de investimento de instituições nacionais e estrangeiras, como a Caixa Capital, Faber Ventures, Shilling Capital Partners, Google Ventures, Matrix Partners e Y Combinator.

Empregos criados:
A unBabel assegura emprego a 15 pessoas a tempo inteiro e segundo Vasco Pedro “agrega uma comunidade de 18 mil tradutores que trabalham online”.??Público-alvo:?A empresa opera sobretudo junto de grandes organizações com forte presença online e internacional, como a Microsoft, a Google, a e ebay, a edX e a Coursera. Em Portugal, junta-se à lista o Grupo Pestana.

Página online:
https://unbabel.com/



OUTRAS NOTÍCIAS
Casais: o desafio da gestão global de carreiras

Casais: o desafio da gestão global de carreiras


Recrutar e formar equipas locais em Marrocos foi, assumidamente, o maior desafio profissional de Álvaro Fernandes na sua faceta de diretor de recursos humanos. O engenheiro civil de 39 anos, re...

50 empresas de sonho para candidatos de topo

50 empresas de sonho para candidatos de topo


São 50 e não será exagero dizer que fazem parte das ambições de carreira de qualquer jovem candidato a gestor. Sem surpresas, o gigante tecnológico Google vol...

Engenheiros de novo na mira das empresas

Engenheiros de novo na mira das empresas


No último mês, o Expresso Emprego divulgou 2403 ofertas de emprego através da sua versão impressa e da plataforma online expressoemprego.pt. Do total oprtunidades anunciadas...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Técnico Superior (Arquiteto Aplicacional)

Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. (ESPAP, I.P.)

Técnicos Superiores (Consultor SAP)

Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. (ESPAP, I.P.)