Notícias

A excelência é possível

30.01.2004


  PARTILHAR




Vítor Andrade

À MEDIDA que se aproxima o dia em que a UE vai passar a contar com 25 Estados-membros, os portugueses em geral e os trabalhadores, empresários e gestores em particular, parecem começar a ganhar consciência do embate real que essa transformação irá acarretar.

A diferença de qualificações profissionais é notória, com os trabalhadores portugueses em grande desvantagem, e os métodos de organização do trabalho também não são propriamente abonatórios para Portugal.

Precisamos de uma melhor gestão empresarial, do máximo esforço possível em matéria de qualificação da mão-de-obra activa e de uma mudança de atitude perante o trabalho.

Temos de ser mais combativos e até, se possível, obcecados com a meta da excelência. O desafio é grande, mas os objectivos não são impossíveis.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Advogado

Anónimo

Advogado

Anónimo

asesor económico/comercial

Embajada en Lisboa