Notícias

40 engenheiros informáticos a caminho da Bizdirect

40 engenheiros informáticos a caminho da Bizdirect

A tecnológica do grupo Sonae, Bizdirect, entra em 2017 num ritmo de mudança. A empresa está a reestruturar o seu modelo de negócio e a contratar.

16.01.2017 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



A transformação digital é o grande foco da Bizdirect, a tecnológica do grupo Sonae para 2017. A empresa liderada por João Mira Santiago, tem em marcha um plano de reestruturação do seu modelo de negócio que passa por converter aquela que tem sido até aqui uma atuação centrada nos produtos para um modelo de negócio estruturado em torno de serviços e soluções. Uma diversificação da oferta da empresa - consolidada sobretudo em áreas como a internet das coisas (internet of things), análise de dados (data analytics) e negócios digitais (digital business) - que será acompanhada de um reforço nas contratações. Pelo menos 40 engenheiros informáticos deverão integrar a empresa este ano, uma parte dos quais já no primeiro trimestre do ano.
Depois de um ano de 2016 que João Mira Santiago classifica de “manifestamente positivo”, o líder acredita que 2017 poderá ser um ano de consolidação, não só nacional como internacional, da Bizdirect. Sem avançar resultados relativos a 2016, uma vez que o acionista Sonae ainda não os comunicou ao mercado, o líder remete para os €38,3 milhões de euros de receita alcançados pela empresa em 2015 referindo que em 2016 os resultados mais do que duplicaram. “Estamos a cumprir a nossa aposta de afirmação no mercado nacional e internacional, onde já temos 25 clientes em 15 países”, explica João Mira Santiago acrescentado que o crescimento alcançado permitiu que no último ano a empresa reforçasse a captação e desenvolvimento interno de talento. Uma missão que se mantém para 2017, num sector onde os desafios de contratação são muitos e estão a obrigar a Bizdirect a alargar o perfil de colaboradores que contrata, passando a abranger não só engenheiros informáticos, mas também engenheiros de outras especialidades, matemáticos e outros perfis com forte raciocínio lógico e capacidade analítica.
Em outubro passado a Bizdirect contratou para o seu centro de competências em Viseu 20 consultores especializados em tecnologia Microsoft, Dynamics CRM e SharePoint, passando a totalizar uma equipa de 60 profissionais. O objetivo foi consolidar a estratégia de investimento da empresa num centro que foi criado em 2014, para desenvolver e exportar software sobre plataforma Microsoft para a Europa e Médio Oriente.

Atrair e exportar talento
Para este ano, João Mira Santiago tem previstas pelo menos 40 contratações, “preferencialmente engenheiros informáticos, mas como a pressão gerada pela falta de recursos humanos no setor tem acentuado as dificuldades de contratação, não deixamos de fora outros perfis que passando pela nossa academia possam ser formados em função das necessidades da empresa”, explica.
Os profissionais que integram a Bizdirect passam pelas academias de formação da empresa. Para este ano estão previstas duas. Uma já no primeiro trimestre do ano e uma outra no segundo semestre de 2017. O líder justifica a estratégia: “acreditamos que embora os nossos licenciados e mestres tenham ótimas competências técnicas, elas têm de ser customizadas aos processos da empresa e dos seus clientes, quer numa abordagem de nearshore, quer exportando o nosso talento para os países onde atuamos”.
As duas edições deste ano têm alterações previstas em consonância com aquilo que são as novas orientações de negócio da empresa. Se nas edições anteriores a formação dada aos futuros colaboradores estava muito centrada em tudo o que tinha a ver com o serviço ao cliente e a experiência do cliente, o novo modelo de academia da Bizdirect privilegia “uma primeira abordagem à linguagem que necessitamos no contexto da programação, evoluindo depois para a temática da internet das coisas, da experiência do cliente, análise de dados e negócios digitais, onde estamos a identificar novos serviços que possam beneficiar os nossos clientes nos seus processos de digitalização”, conclui.



OUTRAS NOTÍCIAS
Cooperativas geram empregos para jovens

Cooperativas geram empregos para jovens


Os jovens da cooperativa para a acção social e artística CoopCasa pegaram nas bicicletas para dinamizar o tradicional mercado da Praça da Fruta das Caldas da Rainha e agora...

5 regras do guru da Google para uma boa entrevista

5 regras do guru da Google para uma boa entrevista


1 Adivinhe o futuroO candidato pode antecipar 90% das perguntas que lhe serão feitas durante a entrevista, desde as mais típicas e recorrentes às mais imprevisíveis. Utiliz...

Nestas empresas há mais de 10 mil vagas

Nestas empresas há mais de 10 mil vagas


Três anos depois do início das negociações para se instalar no Parque de Indústria Aeronáutica de Évora, e de um investimento na ordem dos €30 milh...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ADMINISTRATIVO CONTROLO DE CRÉDITO

Experis Finance, Tax & Legal

ASSISTENTE FINANCEIRO

Experis Finance, Tax & Legal