Notícias

300 vagas para licenciados em Bruxelas

A União Europeia quer recrutar os melhores dos melhores, entre os licenciados dos seus 27 Estados-membros. Até abril, estão por preencher 300 vagas em várias instituições da UE. Portugal é um dos países que pode aqui ter uma oportunidade de mostrar o talento gerado nas universidades nacionais.
29.03.2012 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



A União Europeia tem em aberto perto de 300 vagas de emprego para estudantes universitários europeus, recém-licenciados ou profissionais no ativo, com pelo menos seis anos de experiência reconhecida na sua área de atividade. O processo de seleção já arrancou e está a decorrer até 17 de abril. São cinco as áreas profissionais que estão na mira da União Europeia neste processo de recrutamento: Relações Externas, Direito, Administração Pública Europeia, Comunicação e Auditoria. Sectores que têm números de vagas bem distintos. A maior fatia de lugares a preencher é na área da Administração Pública Europeia, onde há 114 lugares a aguardar os candidatos certos. Relações Externas tem 33 vagas e para a área do Direito são 64 os lugares disponíveis. Comunicação e Auditoria têm 42 e 43 vagas, respetivamente. No total dos 296 postos de trabalho em aberto na União Europeia, 219 destinam-se a universitários ou recém-licenciados e 77 a profissionais mais séniores, com um mínimo de seis anos de experiência no exercício da sua atividade. Mas para concorrer a esta vaga de recrutamento à escala europeia é necessário cumprir alguns requisitos base. Todos os candidatos têm obrigatoriamente de ser cidadãos de um Estado-membro da União Europeia e de ter domínio fluente de, pelo menos, dois idiomas. A língua principal deverá ser uma das 23 línguas oficiais da União Europeia e segunda língua tem de ser inglês, francês ou alemão. Mas as exigências não se ficam por aqui. A União Europeia está centrada em recrutar candidatos capazes de enfrentar e resolver os desafios atuais da instituição Europa. Parece-lhe demasiado ambicioso? Pois saiba que para integrar este desafio terá mesmo de saber responder à pergunta “Tem o que é preciso para resolver os problemas da Europa?”. Esta é de resto, a porta de entrada para quem chega ao site de recrutamento da UE e um requisito fundamental para seguir em frente no seu processo de candidatura. De acordo com a União Europeia, o processo de recrutamento em curso está vocacionado para detetar os melhores dos melhores, entre os milhares de licenciados made in Europa e captar para a instituição europeia talentos capazes de resolver os inúmeros desafios que a União Europeia enfrenta atualmente. As candidaturas às 296 vagas disponíveis decorrem através do site oficial da União Europeia em até ao próximo dia 17 de abril. No endereço online da UE é ainda possível ao candidatos obter um vasto leque de informação útil e a resposta às questões mais comuns para quem se candidata a um processo desta natureza. Dúvidas sobre os critérios para concorrer e sobre o processo de seleção em si, bem como vários vídeos com testemunhos de funcionários de cada uma das áreas com vagas para preencher e muitas outras informações, foram compiladas para auxiliar os candidatos no seu processo de candidatura. E numa altura em que a taxa de desemprego jovem em Portugal é das mais altas da Europa, totalizando já os 35%, esta poderá mesmo ser uma proposta aliciante para quem procura consolidar uma carreira à escala internacional e abraçar um projeto plural e desafiante.


OUTRAS NOTÍCIAS
MBA promove carreiras além-fronteiras

MBA promove carreiras além-fronteiras


Começa em maio a terceira edição do MBA Atlântico promovido pelas Universidades Católicas do Porto, São Paulo e Luanda, sendo que a segunda edição termina agora em abril. Estruturado em torno de um pr...

Design de Milão para portugueses

Design de Milão para portugueses


Nuova Accademia di Belle Arti Milano (NABA) está a organizar um concurso exclusivo para os jovens portugueses e o prémio é aliciante. Em causa está uma bolsa de estudo para frequentar a conceituada un...

Há oportunidades na indústria aeroespacial

Há oportunidades na indústria aeroespacial


Foi uma experiência na Agência Espacial Europeia que levou Ricardo Patrício e Bruno Carvalho a dar o passo em frente na criação da Active Space Technologies. A empresa...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ASSISTANT STORE MANAGER ALBUFEIRA

Michael Page Portugal

Eng. Eletrotécnico

GPFA-Projeto e Coordenação, Lda