Notícias

«Nunca tive medo de arriscar»

16.05.2003


  PARTILHAR






Fernanda Pedro

A PROCURA de novos projectos e desafios fazem parte do seu espírito dinâmico e por esse motivo, Ana Matias considera que num percurso profissional "estagnar é morrer".


Foi devido a essa atitude que esta responsável pela área financeira e administrativa da Distodo, empresa de distribuição e logística do Grupo Lusomundo e Bertelsman, conseguiu ultrapassar com êxito todos os desafios profissionais que surgiram na sua carreira.

Aos 32 anos, já fez de tudo um pouco na sua área, mas mesmo assim a "sede" de adquirir novos conhecimentos levou-a a abandonar a sua própria empresa de contabilidade para integrar um projecto inovador. "Como consultora não tinha autonomia para desenvolver projectos por isso precisava de outro desafio para inovar", refere Ana Matias.

Para esta especialista, o mais importante nesta altura da sua vida é maximizar o mais possível os seus conhecimentos e adquirir novas experiências profissionais.

Natural de Vila Franca de Xira, aí estudou até completar o ensino secundário na área da Biologia. "Foi sempre uma ciência que me fascinou mas decidi verificar quais as melhores saídas profissionais na altura. A Matemática apresentava mais alternativas, podia seguir várias vertentes, daí que a Contabilidade foi a minha primeira opção", lembra Ana Matias.

Assim, depois do curso de Contabilidade e Administração no Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa (ISCAL) em 1993, Ana Matias chegou ao mercado adverso de trabalho. "Quando acabamos um curso achamos que será tudo muito fácil, ainda trazemos muitos sonhos mas depois a realidade é mais dura", recorda.

A paixão do ensino


Contudo, Ana Matias não desanimou e começou a fazer contabilidade por conta própria. Ao mesmo tempo iniciou uma carreira no ensino. "Leccionar sempre me fascinou desde criança e é por esse motivo que uma das minhas grandes paixões é transmitir conhecimentos aos mais jovens", revela a responsável.

Entretanto, em 1995, constituiu a sua própria empresa. Tornou-se consultora, ajudou a criar empresas, viu-as desabrochar e com elas cresceu em termos profissionais. "Foi uma aprendizagem e apesar de ser muito interessante inicialmente chegou a altura em que já não havia nada de novo para aprender. O trabalho acabou por revelar-se monótono", explica.

Para uma pessoa irrequieta esta situação não podia continuar e foi aí que Ana Matias recebeu o convite para ajudar a constituir a empresa de distribuição e logística do Grupo Lusomundo e Bertelsman. Aqui não seria como consultora exterior mas sim como elemento interno da empresa. Ana Matias não hesitou e aceitou o desafio.

"Iniciar um projecto é um grande incentivo para qualquer profissional e nem olhei para trás quando aceitei o cargo que me oferecerem", salienta. Foi então como responsável financeira e administrativa que Ana Matias encetou uma nova etapa da sua vida. Considera este o grande projecto da sua carreira mas que exigiu uma grande dose de dedicação da sua parte, "foi um ano de muito trabalho mas que me deu uma grande satisfação".

Com sede na Azambuja, a Distodo acabava por abrir mais tarde um escritório em Lisboa onde Ana Matias acumula também as funções de responsável do departamento.

Em 2001, outro desafio surge na carreira desta profissional, certificar a empresa. "Não tinha formação nesta área e por isso tive de adquirir as devidas competências. Consegui alcançar esse objectivo e acabei por acumular às minhas funções a responsabilidade pela qualidade da empresa".

Na verdade, Ana Matias revela que em Portugal não existe muita formação na área da qualidade e a grande maioria acaba por se formar dentro das empresas. "Todavia, vão surgindo agora licenciados para o mercado nesta área", explica.

Com uma carreira profissional repleta de experiências, Ana Matias, considera que uma das suas grandes paixões é o ensino, todavia, teve de abdicar quando entrou para a Distodo. Mas é nesta empresa que reside o momento mais alto da sua carreira.

Como em tudo na vida, há que tomar opções e Ana não se arrepende até hoje de qualquer uma que tenha tomado no seu percurso profissional. "Nunca tive medo de arriscar. Desde que seja algo que me alicie, não hesito", admite.

Aconselha as pessoas a não estagnarem, "não podemos parar porque senão somos ultrapassados e quando damos por isso ficamos para trás". Aos jovens, diz-lhes para darem tudo aquilo que têm para dar porque o que conseguirem será fruto do seu trabalho.

"Qualquer que seja o lugar que ocupem no mercado de trabalho a vontade de evoluir tem de ser igual porque mais cedo ou mais tarde alguém irá reparar no seu trabalho e empenho",
alerta Ana. Na área da Contabilidade, assegura que este é um curso que continua a ter o seu posto de trabalho garantido. "É um curso que tem e terá sempre saídas profissionais. Depois cada um cresce à medida das suas capacidades", remata Ana Matias.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Marketing Nearshore

Körber Supply Chain PT S.A

PROCESS ENGINEER - VILA REAL

Michael Page Portugal