Notícias

“Portugal tem um caminho a percorrer na forma como valoriza o design”

“Portugal tem um caminho a percorrer na forma como valoriza o design”

É português, podia ter sido arquiteto mas a paixão pelo design mudou-lhe o rumo profissional. O design de produto de marcas como a HTC e Huawei, mas também a Super Bock e o Grupo Auchan já passou por Pedro Gomes. O seu mais recente projeto é o Pocket, o primeiro carregador e dock multifuncional para o Apple Watch.

11.12.2015 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Não perdeu a conta aos projetos que já assinou, até porque garante que cada um é uma parte de si, mas mantém por realizar o seu grande sonho: “assinar um produto que possa salvar milhões de vidas”. Para Pedro Gomes o design é um paixão e um desafio que, constantemente, lhe comanda a vida. Mudou o rumo da sua carreira no segundo ano do curso de Arquitetura quando decidiu que “a escala da mão” era o que o fascinava e mudou para Design. Durante algum tempo trabalhou em Portugal, mas sempre com o sonho de conhecer outras práticas e realidades fora do país.

Em 2009 foi para munich trabalhar na agência internacional DesignAffairs, onde se manteve durante dois anos, altura que rumou a São Francisco para integrar a One&Co. e trabalhar o design de produto da HTC. Em pleno contexto de crise nacional decidiu regressar e abrir o seu próprio atelier, em parceria com uma equipa internacional. Em paralelo, Pedro Gomes é co-fundador e diretor estratégico da Unity, uma empresa dedicada ao design de soluções inteligentes para gadgets, “criada em parceria com três empresas na Austrália, Singapura e Hong Kong”.

O mais recente, com a assinatura do designer português, é o Pocket, “o primeiro carregador e dock multifuncional para o Apple Watch”. O dispositivo integra seis funcionalidades: “é carregador, docking station para o Apple Watch e iPhone, bateria portátil e caixa protetora para carregamentos em viagens, tudo com sistema de carregamento em simultâneo”, explica. O Pocket tem já uma cadeia de lojas e distribuidores internacionais com encomendas superiores a 2000 unidades e o designer confirma a perspetiva de chegar às 15 mil unidades até ao final de 2016. “A marca vai ganhar mais força com o desenvolvimento de portfólio, estando já prevista uma pipeline de quatro novos produtos para os próximos dois anos”, realça o designer de 31 anos. Pedro Gomes garante que há mercado em Portugal para um design de excelência, mas reconhece que o país “ainda tem um caminho a percorrer na forma como valoriza, potencia e aplica o design como ferramenta estratégica imprescindível no desenvolvimento de negócios. Esta percepção do design para além da estética é crucial para que Portugal possa jogar as suas cartas ao mais alto nível mundial”.

Formação:
É licenciado em Design pela Faculdade de Arquitetura da Lisboa.

Ambição de carreira:
“Criar um atelier de referência mundial, premiado ao mais alto nível, que inova pelo seu processo, modelo de negócio e resultados quantificáveis”.

Hóbis:
Crossfit Viagens Design News Zapping



OUTRAS NOTÍCIAS
Contratações temporárias aumentam 20% no Natal

Contratações temporárias aumentam 20% no Natal


Operadores de loja, assistentes a clientes, promotores, operadores de caixa, operadores de embrulhos, embaladores, mas também, no sector do Turismo (onde a atividade também regista uma m...

Advogados: que competências procura o mercado?

Advogados: que competências procura o mercado?


A entrada no mercado de trabalho deve começar a ser preparada logo no primeiro ano de licenciatura. Esta é a convicção de Filipa Mendes Pinto, sócia fundadora da FIN...

CINEL renova certificação em Micro-soldadura

CINEL renova certificação em Micro-soldadura


Os processos de certificação, quer de técnicos quer de laboratórios, são a atividade âncora do Centro de Formação Profissional da Indústri...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNT MANAGER - INCENTIVOS À I&D

Michael Page Portugal

ACCOUNTANT BANKING SECTOR-PSA BANK

Spring Professional Portugal

ASSISTANT ACCOUNTING CONTROLLER

Spring Professional Portugal