Notícias

Uniplaces prepara contratações

Uniplaces prepara contratações

Filipa Larangeira é o novo rosto da gestão de talento da startup Uniplaces. O seu foco é contratar em quantidade e, sobretudo, em qualidade. É o que está a fazer para preencher as 40 vagas que a Uniplaces está a criar.

21.01.2016 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



No seu percurso, Filipa Larangeira soma três startups de acelerado crescimento, a par com organizações como a Unilever – Jerónimo Martins, onde iniciou a carreira, e a Nokia. Em cada uma delas encontrou desafios distintos e motivadores. Tantos que a gestora não tem dúvidas em assumir, num quase exercício de adivinhação, que em dez anos, onde quer estar é “a ajudar empresas tecnológicas a crescerem de forma sustentada e motivadora para os seus profissionais, em Portugal, de preferência”. Aos 35 anos, Filipa Larangeira chega à direção de recursos humanos da Uniplaces, a plataforma de arrendamento universitário, para liderar a gestão de uma equipa de 126 profissionais, onde a diversidade é a nota dominante. Fazer crescer a equipa, em quantidade e qualidade, é uma das suas missões. Assumiu o barco já em mar alto e novas rotas de viagem.

Ao entrar na Uniplaces, Filipa recebeu a missão de integrar 40 novos talentos na equipa já este ano. Quinze contratações estão a decorrer e as restantes deverão suceder-se ao longo de 2016, ao ritmo das necessidades da startup cuja dinâmica de crescimento é cada vez maior. A gestora que na Nokia foi duas vezes distinguida com Recognition Awards pelo trabalho que desenvolveu no âmbito de alguns projetos relevantes em Recursos Humanos, admite que encontrar o equilíbrio entre as necessidades de contratação rápida e em massa e a retenção e consolidação da cultura da empresa, típicas de startups de acelerado crescimento como a Uniplaces, é dos maiores desafios que se colocam a quem gere pessoas. Mas é focada neste equílibrio que quer apoiar o crescimento da startup portuguesa que acaba de integrar.

Contratar em quantidade e com qualidade, consolidar a cultura da Uniplaces, criar políticas e processos organizacionais simples e eficazes e que sejam bem entendidos pelos seus destinatários, reforçar a proposta de valor da Uniplaces como forma de atrair talento e construir uma equipa de Recursos Humanos relevante para o negócio são as grandes prioridades de Filipa Larangeira. Mas a gestora confessa um objetivo maior: “quero, acima de tudo, ajudar a Uniplaces a tornar-se a primeira empresa ‘Unicórnio’ baseada maioritariamente em Portugal, como fruto do incrível trabalho que aqui se tem desenvolvido”. Para isso, diz-se comprometida com a captação dos melhores talentos para a empresa. Entre as suas prioridades estão contratações nas áreas da engenharia e produto, mas também para a área de operações. Os perfis, remata, querem-se diversificados, como é prática numa empresa tecnológica onde a diversidade de formações e vivências é encarada como uma mais-valia, pela possibilidade que confere de ter olhares diferenciados sobre uma mesma questão.

Filipa Larangeira
35 anos
Diretora de Recursos Humanos da Uniplaces

Formação:
É licenciada em Direito pela Universidade Católica Portuguesa e mestre em Gestão pelo ISCTE-INDEG. Percurso: Iniciou a carreira como trainee na área de Gestão (management) na Unilever – Jerónimo Martins. Decidida a consolidar um percurso ligado à gestão de recursos humanos investiu depois numa carreira ligada à consultoria de RH, no Hay Group. Do seu currículo faz ainda parte a área de consultoria legal no Millennium bcp, a Nokia, a Vision-Box e a Miniclip.

Maior desafio de carreira:
“Provavelmente passar de um ambiente estável, com um negocio e organizaçãoo perfeitamente consolidados, como era o caso da Nokia, para o oposto na Vision-Box, onde havia tudo por fazer. Mas foi ai que encontrei a minha principal vocação: ajudar a edificar do zero”.

Princípios de gestão:
“Ética, justiça e a máxima Voltairiana de que ‘o ótimo é inimigo do bom’”.

Contratações previstas para 2016:
Cerca de 40.

Recrutamentos a decorrer:
15.

Áreas de contratação prioritária:
Engenharia, Produto e Operações (vendas, customer experience, onboarding e Business Operations).



OUTRAS NOTÍCIAS
Oracle quer contratar 1400

Oracle quer contratar 1400


A Oracle tem em marcha um processo de recrutamento na Europa, Médio Oriente e África (EMEA) que deverá conduzir à empresa mais de 1400 novos profissionais, maioritariamente...

Há uma startup portuguesa entre as melhores do mundo

Há uma startup portuguesa entre as melhores do mundo


Há muito que os MBA são apontados como autênticas fábricas de negócios e ninhos de novos conceitos empresariais. São cada vez mais aqueles que ambicionando cap...

Engenharia: há 'modas' na escolha da especialidade?

Engenharia: há 'modas' na escolha da especialidade?


São mais de 30 as empresas que amanhã estarão estão no campus da Escola de Engenharia da Universidade do Minho (UMinho), em Guimarães, a contratar engenheiros no &ac...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTS PAYABLE ACCOUNTANT

Kelly Services Portugal

BRAND MANAGER - TÊXTIL

Experis Sales & Marketing, Retail