Notícias

Temos que acreditar em nós

15.02.2003


  PARTILHAR



Vítor S. Andrade
vandrade@mail.expresso.pt

AS PIORES suspeitas acabam de se confirmar pela frieza dos números agora avançados pelo Instituto Nacional de Estatística. O desemprego está a subir em Portugal. São já cerca de 450 mil as pessoas que querem trabalhar e não podem, por não terem uma alternativa.

As fábricas continuam a fechar a um ritmo quase semanal. Ou por má gestão, ou por falta de encomendas, ou ainda devido à tão falada deslocalização da produção, são cada vez mais frequentes as notícias de encerramento de unidades de produção. De um dia para o outro, milhares de pessoas ficam sem actividade profissional, sem alternativas de trabalho e, pior ainda, sem a força anímica necessária para dar a volta à situação.

Apela-se, mais que nunca, à capacidade empreendedora dos nossos empresários para que não desistam de inovar e de investir no seu país. É preciso acreditar em nós, no nosso trabalho, e provar que somos tão bons como os melhores.


 





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


1 estagiário

INPI Instituto Nacional da Propriedade Industrial

COLABORADORES

ERA BELÉM/RESTELO - ERA ALCÂNTARA/AJUDA

COLABORADORES

RE/MAX MAJESTIC