Notícias

Portugal recruta engenheiros agrónomos

Portugal recruta engenheiros agrónomos

Com a taxa de desemprego a manter a sua rota ascendente, Portugal parece estar apostado em reforçar o regresso ao investimento nos seus sectores mais tradicionais. A comprová-lo está a mais recente entrada para o top 10 das profissões com maior procura no Expresso Emprego.
03.05.2012 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



A análise detalha das estatísticas relativas às ofertas publicadas em abril, revela que o país procura engenheiros agrónomos e silvicultores.

A profissão não lidera as oportunidades de trabalho divulgadas - que se mantém ligada às funções mais comerciais - mas a verdade é que a procura de engenheiros agrónomos conseguiu superar, no mês passado, a procura de engenheiros informáticos. Os primeiros puderam tentar a sua sorte em 55 ofertas divulgadas (num total de 464), enquanto os segundos se ficam por 50 oportunidades, a par com os engenheiros físicos e abaixo dos engenheiros do ambiente.

Vendedores, analistas, diretores comerciais continuam a liderar o número de oportunidades de trabalho divulgadas no universo Expresso Emprego (versão impressa e site) que este mês sofreu um ligeiro decréscimo nas ofertas divulgadas registando 464 oportunidades e 52.671 candidaturas durante todo o mês de abril. Mas ainda que o sector da engenharia não lidere o ranking, a terceira posição é sua, em muito devido ao número de ofertas divulgadas para oportunidades de trabalho além-fronteiras.
Os engenheiros portugueses são cada vez mais requisitados para desempenhar funções noutras paragens como Angola, Escócia, Brasil, Moçambique, Noruega, Alemanha e Bélgica. Oportunidades que se alargam também a profissionais de outros sector, como a saúde que em abril ocupou a segunda posição entre os sectores de atividade que mais empregos geraram. O ranking sectorial é liderado pela construção e indústria que registaram, maioritariamente, ofertas laborais para o estrangeiro. Na terceira posição surge o sector do comércio, franchising e vendas, logo seguido pelas tecnologias de informação.

O sector automóvel é o que regista menores oportunidades de trabalho, como espelho das dificuldades que atravessa em território nacional. Entre os que menos ofertas divulgaram estão também os sectores do marketing e publicidade, bem como o sector público. Quem também não tem a vida facilitada são os arquitetos que figuram entre os profissionais que registaram o menor número de ofertas no passado mês. No mesmo ranking - o dos menos procurados pelo mercado - estão também os jornalistas, os advogados, formadores, psicólogos, médicos veterinários, técnicos de redes, rececionistas e tradutores e interpretes.

Durante o mês de abril, o expressoemprego.pt registou 3036 novos registos e 9.644 atualizações de currículos na sua base de dados. O seu público continua a ser maioritariamente feminino e qualificado.

Quem recruta mais*

A FMC Technologies volta a marcar presença no ranking dos melhores recrutadores Expresso Emprego. A tecnológica já é presença assídua entre as ofertas divulgadas mas é a primeira vez que alcança a posição de liderança na tabela. A empresa recruta em Portugal engenheiros, com particular enfoque na área das tecnologias, para assumirem funções nos vários países onde tem atividade, como sejam a Noruega, Estados Unidos, Angola, Reino Unido ou Singapura. A qualidade técnica dos engenheiros portugueses dita a estratégia de recrutamento desta empresa.

1º FMC Technologies
2º Technip
3º Nestlé
4º SN Portugal
5ª Sonae
6º BorgWarner Turbo Systems
7ª Quadrante
8ª CEIIA
9º Philip Morris International
10º Parfois



OUTRAS NOTÍCIAS
Bruxelas quer travar desemprego

Bruxelas quer travar desemprego


A Comissão Europeia está alarmada com a escalada do desemprego entre os 27 Estados-membros e depois de várias abordagens junto dos países promete para dia 30 de maio a apresentação de um leque de reco...

40 empresas europeias em missão de recrutamento nacional

40 empresas europeias em missão de recrutamento nacional


O painel de presenças ainda não está fechado, mas Alice Brandão, a responsável da rede Eures que coordena o projeto Engineers Mobility Days em Portugal, garante que ...

Quadros públicos em formação

Quadros públicos em formação


Há mais de 200 cursos previstos, num investimento total previsto de 1,8 milhões de euros, com a meta de promover a excelência da gestão e prestação de serviços na administração pública. A Católica Lis...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Área Jurídica

Assembleia da República

Business Development Assistant

ARC International Design Consultants