Notícias

O regresso das oportunidades

O regresso das oportunidades

Setembro pode ser o mês de todas as oportunidades para quem está desempregado. Com a rentrée empresarial esperam-se novas campanhas de recrutamento que só os candidatos mais preparados conseguirão aproveitar.
17.09.2010 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



As épocas adversas podem ser fontes de oportunidade e apesar das últimas estatísticas apontarem para uma taxa de desemprego record em Portugal, a realidade é que quando se trata de encontrar um novo emprego não há tempo a perder nem épocas mais ou menos favoráveis. Estar preparado para aproveitar todas as oportunidades do mercado é a regra de ouro para quem quer encontrar um lugar no competitivo mercado laboral. Alimentar uma boa rede de networking e manter-se apetecível para quem contrata, são meio caminho andado para garantir o sucesso na procura de um novo emprego, mas existem outras formas de alavancar a sua carreira. A primeira talvez seja saber tirar vantagens dos momentos. Setembro é um mês de contratações a que nenhum profissional deve ficar indiferente. É hora de preparar uma abordagem ao mercado de trabalho.

Dizem os especialistas que com ou sem ameaças de despedimento e mesmo estando o profissional no ativo, o seu currículo deve estar sempre atualizado e pronto a enviar. Se este não é o seu caso, esta é a altura de dedicar alguma atenção aquela que é, afinal, a sua primeira montra para o mercado laboral. Yves Turquin, managing director da Transitar, empresa especialista em processos de transição de carreira, realça a importância do mês de setembro para a procura de emprego. A coincidir com a rentrée empresarial, esta é uma época de novos processos de recrutamento nas empresas e para os candidatos, setembro pode mesmo ser a altura ideal para se posicionarem ativamente e tirarem partido do surgimento de mais oportunidades no mercado laboral. “Com o ritmo a aumentar nas organizações, os candidatos têm uma janela de oportunidades que devem utilizar”, argumenta o especialista que aconselha os candidatos a “intensificar a identificação de novos contactos, de pesquisa de empresas e de envio de currículos, pois esta é a melhor forma de aproveitar a rentrée empresarial”. Mas Yves Turquin não tem dúvidas: “a concorrência é feroz neste período e quem não estiver preparado perderá a vantagem”.

Setembro é a altura em que as empresas começam a planear as suas ações até ao final do ano e a perspetivas o ano seguinte. Um acréscimo no fluxo de trabalho que conduz à necessidade de reforços nas equipas e a oportunidades de novos empregos para quem saiba tirar todos os benefícios desta rentrée. O sucesso profissional tem tanto de talento e perseverança como tem de preparação e aproveitamento das oportunidades.

Hoje mais do que nunca é necessário adotar uma atitude de resiliência e proatividade. Não há espaço para preguiça e criar uma boa marca pessoal é mesmo o primeiro passo para se fazer notar no mercado. Outra é investir forte na sua rede de contactos pois é através dela que surgem grande parte das oportunidades de emprego.
O networking é hoje considerado como um fator tão importante quanto o envio do currículo, da carta de apresentação ou estar preparado para a entrevista. É a velha máxima do “quem não aparece, esquece” a marcar terreno desta vez aplicada ao recrutamento. Manter e cultivar uma rede de contactos é importante e não deve ser apenas feito nos momentos de crise, mas de numa base regular e ativa. Cada vez mais, o percurso profissional deve ser encarado como um projeto empresarial, exposto a imprevistos como uma eventual situação de desemprego, mas também a decisões próprias de mudança de rumo. É fundamental que se posicione no mercado de forma proativa e não esteja à mercê do destino, sondando o mercado apenas quando o desemprego lhe bate á porta.

Igualmente importante é que mantenha sempre bem alinhada a sua noção de talento. Procure fazer regularmente uma autoavaliação do seu desempenho e perfil profissional. Para que possa construir a marca pessoal e fazer dela um trunfo no mercado, é necessário que saiba o se destaca em si, onde reside o seu potencial, o que faz de melhor, as suas habilidades especiais para que depois o possa transmitir a qualquer potencial empregador.

Estratégia é também fundamental. De nada lhe serve disparar mails coletivos. Alcançará mais rapidamente os seus objetivos se alinhar as suas competências mais valorizadas e capazes de o diferenciar entre a multidão e evidenciar o seu capital humano e demonstrá-las de forma personalizada, escolhendo criteriosamente as organizações que se enquadram nos seus objetivos e metas profissionais. Ultrapassada a fase de abordagem ao mercado, centre a sua preocupação na entrevista em si. Dela depende a construção da sua imagem pessoal junto do empregador. O comportamento durante uma entrevista de emprego consegue ser tão importante quanto o seu currículo. A entrevista de seleção é uma prova determinante e uma oportunidade de ouro que deve saber agarrar.

Primar pela honestidade, fornecer toda a informação necessária, evitar estados de ansiedade ou nervosismo, ter um discurso claro e objetivo e uma atitude comedida em relação ao seu saber são fatores fundamentais. Paralelamente, o candidato deve apresentar uma postura assertiva, confiante e sempre segura das suas capacidades. Fundamental é também cumprir o horário, apresentar-se com uma imagem cuidada e vestir-se de acordo com o padrão da função para a qual se candidata. Trunfos que podem ajudá-lo a tirar o melhor partido das oportunidades que esta rentrée lhe pode trazer em termos profissionais.

Candidatos ao sucesso

Aproveitar a onda de novas contratações geradas pela rentrée pode passar por alguns aspetos básicos que podem ajudá-lo a alcançar um novo emprego.

. Reavalie os seus objetivos.
Equacione quais são as suas metas, os objetivos que quer alcançar, o caminho onde se encontra e aquele em que tem de se posicionar para chegar onde quer e siga esse caminho.

. Direcione a sua procura.
Avalie o mercado objetivamente procurando e detetando onde estão as ofertas ao invés de enviar currículos indiscriminadamente para diversas empresas. Limite o seu envio às empresas que de facto se enquadram nos seus objetivos e envie as candidaturas o mais personalizado possível e dirigidas às pessoas certas.

. Seja proativo.
Não se limite a responder a oportunidades e anúncios que surjam. Faça a sua própria pesquisa junto das empresas de recrutamento e departamentos de recursos humanos. Acompanhe tanto quanto possível a sua candidatura.

. Seja rápido nas respostas.
Não faça esperar as empresas e seja rápido a dar feedback às empresas que o contactam a agendar entrevistas.

. Esteja preparado e disponível.
Em épocas normais o processo de tomada de decisão nas empresas é acelerado, mas nesta altura ainda o é mais. Aja como se estivesse disponível para assumir funções no dia seguinte a receber a resposta. As empresas querem profissionais focados e preparados para trabalhar.



OUTRAS NOTÍCIAS
O workshop da empregabilidade

O workshop da empregabilidade


As empresas estão cada vez mais empenhadas em apoiar causas sociais e deste modo retribuir à sociedade o que dela recolhem. A Ideias & Desafios não é excepç&atil...

Bem-estar à la carte

Bem-estar à la carte


Há muito que a Albenture percebeu que o bem-estar dos trabalhadores é a base para o sucesso de qualquer empresa ou negócio. Foi com esta premissa que triunfou no mercado espanhol ...

Espanha (ainda) mais perto

Espanha (ainda) mais perto


Em quatro anos, o ensino do espanhol nas escolas públicas cresceu 400%. A conclusão provém da análise das mais recentes estatísticas do ministério da educa&cc...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Arquiteto

Anónimo

Colaborador

Anónimo

Comercial / Diretor(a) Comercial

ERA BELÉM RESTELO & ERA ALCÂNTARA/AJUDA