Notícias

Conhecimento orienta novos recrutamentos no imobiliário

Conhecimento orienta novos recrutamentos no imobiliário

Um dos efeitos que a crise recente do imobiliário gerou, foi uma redefinição do perfil dos profissionais no sector e dos padrões de exigência das empresas no momento de contratar. O conhecimento multidisciplinar do vasto leque de áreas que a atividade imobiliária comporta, são hoje um requisito básico para a generalidade das empresas. Em resposta a estas exigências, a procura de formação especializada está a aumentar entre os profissionais. 

16.04.2016 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



“Um profissional hoje deve possuir um conhecimento multidisciplinar alargado, que vai da área da economia, às finanças, fiscalidade e urbanismo, até ao conhecimento das técnicas e materiais de construção, sem esquecer as competências nos domínios da gestão de recursos humanos, negociação e marketing”. É Vítor Reis, diretor da Escola Superior de Atividades Imobiliárias (ESAI) quem traça o perfil dos novos profissionais do sector e, simultaneamente, das competências que orientam a procura de candidatos por parte das empresas. Para diretor da escola, o foco no profissionalismo e nas competências tornou-se mais evidente após a crise que nos últimos anos afetou o sector imobiliário. Os profissionais, garante, já se estão a adaptar ao novo contexto.?O mercado mudou e os que nele trabalham também.

Aquela que durante muito tempo foi encarada por um número significativo de profissionais, como uma profissão secundária e complementar à sua atividade principal - a consultoria e medição imobiliária -, está a atrair um número crescente de profissionais, cada vez mais jovens e mais qualificados. “O exercício da atividade em part-time tem tendência para acabar, dando lugar a profissionais com sólida formação”, explica Vítor Reis. A escola que dirige leciona há 25 anos um curso de licenciatura em Gestão Imobiliária, “direcionado para atividades profissionais, comerciais e administrativas de todos aqueles que prestam consultoria, avaliam, gerem, medeiam e promovem a propriedade imobiliária”, explica. Em paralelo, a ESAI possui também cursos de especialização, de curta ou média duração - como o Curso de Avaliação de Propriedades Rústicas ou o de Facilities Management - e realiza anualmente MBA's em Reabilitação Urbana, Avaliação Imobiliária, Gestão Imobiliária e Gestão de Imóveis Turísticos.

Anualmente, a escola liderada por Vítor Reis forma mais de 350 alunos. ?Os perfis dos estudantes são diversificados quer na natureza do percurso académico e profissional dos anos, quer na sua idade. Mas o diretor reconhece que o sector está a captar profissionais cada vez mais jovens: “as atividades do imobiliário estão a atrair uma população mais jovens o que tem ajudado a criar maior dinâmica nos serviços oferecidos”, explica. Os alunos da ESAI refletem a variedade das formações base que hoje se podem encontrar nas profissões do imobiliário. Entre eles estão jovens que acedem ao ensino superior, profissionais já ligados ao mercado, direta ou indiretamente (mediadores, gestores de condomínio, bancários e funcionários de empresas da área seguradora) e que procuram aumentar  o seu conhecimento sobre as atividades imobiliárias.

Mais ao nível dos cursos de especialização e dos MBA's estão profissionais com formação base na área da Economia, Gestão, Direito e Relações Internacionais.?Para Vítor Reis, “o crescimento e maior profissionalização das áreas ligadas à gestão de imóveis - seja a gestão de arrendamentos, a gestão de condomínios, os novos desafios levantados pela gestão dos alojamentos -, as alterações legais ocorridas na avaliação imobiliária, a recentração do foco no investimento imobiliário na reabilitação, são fatores que têm atraído muitas pessoas que procuram um novo rumo para as suas carreiras profissionais e que encontram na formação que ministramos uma importante vantagem para o conseguir”. Entre os cursos mais procurados estão, segundo o especialista os ligados à reabilitação urbana, que tem atraído um número crescente de alunos, fruto da própria dinâmica que o sector está a registar.



OUTRAS NOTÍCIAS
Coimbra recebe Worldskills Portugal

Coimbra recebe Worldskills Portugal


A cidade de Coimbra, eterna cidade dos estudantes, vai receber de 22 a 27 de maio, a 42ª edição do Worldskills Portugal, o Campeonato Nacional das Profissões. A iniciativa, o...

Portugal a Recrutar: o futuro da Engenharia e das TI

Portugal a Recrutar: o futuro da Engenharia e das TI


Cerca de 15 mil profissionais, especialistas em Tecnologias de Informação, deverão faltar nas empresas nacionais dentro de quatro anos, se não forem tomadas medidas concret...

Cientista de dados: uma profissão emergente

Cientista de dados: uma profissão emergente


Há um década os cientistas de dados (data scientists) não constavam como profissão. Mas a popularidade internacional que hoje detém, e que começa a alastrar-s...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ADMINISTRATIVO CONTROLO DE CRÉDITO

Experis Finance, Tax & Legal

ASSISTENTE FINANCEIRO

Experis Finance, Tax & Legal