Notícias

Comparação de CVs à distância de um clique

Chama-se The Student Ranking e já tem uma versão portuguesa. O projeto materializa o sonho de muitas empresas: organiza numa plataforma comum os currículos dos candidatos, comparando-os entre si e cotando cada um deles num ranking global. Sabe em que posição se encontra?

19.07.2013 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



A plataforma The Student Ranking entrou em Portugal em abril e desde então tem somado adeptos entre empresas e candidatos. Em poucos meses, perto de cinco mil jovens estudantes portugueses já se registaram nesta plataforma global que hierarquiza talentos. A partir do endereço thestudentranking.com, é possível dar um passo em frente numa carreira internacional. É que aqui, você compete com profissionais de 49 geografias distintas onde o projeto não para de ganhar escala.

Para os empregadores é uma montra de talento ao alcance de um clique. Em segundos, o The Student Ranking encontra o currículo dos candidatos com as competências técnicas e as soft skills definidas pelo recrutador para o cargo em questão e nesta triagem, ainda permite uma comparação entre os vários candidatos disponíveis sob o formato de um ranking. Para os candidatos, é uma forma de perceberem afinal o que valorizam as empresas e uma motivação adicional para investirem tudo na construção de currículos objetivos e não apenas focados nas competências académicas.

A plataforma foi desenvolvida por um alemão que procurou responder de forma simples à questão-de-ouro “quanto valem as minhas competências pessoais e profissionais no mercado de trabalho?” O The Student Ranking tem como alvo os jovens, entre os 18 e os 30 anos, abrangendo não só recém-licenciados, mas também mestres ou doutorados. A partir de um algoritmo que soma as competências técnicas, com outras externas aos currículos ditos usuais, a plataforma hierarquiza os candidatos por comparação entre si.

Comparação global de talentos

O projeto está direcionado para estudantes interessados em conhecer a sua competitividade no mercado de trabalho e mostrar-se aos recrutadores. Aqui, ao currículo académico e à experiência profissional juntam-se outras competências como a prática de voluntariado, as notas. o associativismo, as bolsas de estudo, as distinções em competições ou a prática desportiva que somam pontos na contabilização para o ranking, que podem fazer a diferença para um empregador no momento de recrutar, ou para o próprio candidato na altura de se adaptar a determinada função.

O registo no thesudentranking.com é gratuito. Após a inscrição, os candidatos são convidados a preencher vários campos que permitirão organizar todo o seu percurso académico e profissional. À medida que acrescentam competência, somam pontos e ganham posições no ranking. Apesar de todos os campos serem valorizados, a maior pontuação é atribuída ao desempenho académico. De resto, às empresas é dada a oportunidade de orientarem o seu recrutamento com base em critérios tão específicos como o melhor aluno de determinado curso, os alunos que frequentam as melhores universidades dos rankings, os candidatos com maiores competências sociais ou os que desenvolvam projetos de voluntariados. As opções são inúmeras.

O site está disponível em dez idiomas e tem como meta permitir criar currículos a partir do perfil criado na plataforma e enviá-los em candidaturas a emprego. Até lá, pode apenas ficar a conhecer o seu lugar num ranking de talento e perceber o que competências tem de melhorar para se posicionar entre os melhores.



OUTRAS NOTÍCIAS
“Se recorremos a contratos semestrais é porque não sabemos recrutar”

“Se recorremos a contratos semestrais é porque não sabemos recrutar”


Recrutar a prazo é condenar as empresas à fraca produtividade e à ineficácia. Assim encara Nadim Habib, diretor executivo (CEO) da Nova School of Business & Economics &...

Barcelos apoia qualificação

Barcelos apoia qualificação


A Associação Comercial e Industrial de Barcelos (ACIB) acaba de assinar um protocolo de cooperação com 30 empresas da região, tendo como objetivo apoiar a crescente ...

Programa europeu quer empregar 50 mil

Programa europeu quer empregar 50 mil


Se a Europa quer crescer tem de ser competitiva em inovação e investigação”, defende Maria da Graça Carvalho, a eurodeputada portuguesa relatora do Programa Es...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT

Kelly Services Portugal

ACCOUNTS RECEIVABLE

Michael Page Portugal