Notícias

Comida com 'glamour'

17.10.2003


  PARTILHAR






Maria João Almeida

Eduardo Fonseca criou um negócio centrado nos sabores sofisticados






BI Empresarial



NO INTERIOR da loja Gourmet Glamour, situada no Parque das Nações, os apreciadores de boa gastronomia e de bons vinhos encontram os ingredientes necessários para se dedicar à arte culinária e à degustação de bons néctares.

"A nossa filosofia assenta em três pilares: os sentidos, a saúde e a pedagogia", diz Eduardo Fonseca, 33 anos, director e sócio maioritário da Gourmet Glamour.

Efectivamente, quando se entra na loja, a visão é logo estimulada pela moderna arquitectura e boa apresentação dos produtos.

Pelo tacto sentem-se os diferentes materiais que constituem o interior do espaço e os formatos de originais embalagens.

O olfacto e o paladar entram em acção na descoberta de novos aromas e até a audição é presenteada com uma cuidada selecção de música ambiente.

Na questão da saúde, Eduardo defende que "ao ter produtos de origem, não industrializados, está-se também a beneficiar a saúde".

Finalmente a pedagogia, encontrada nos livros sobre gastronomia e vinhos à venda na loja, nos recursos humanos devidamente formados e preparados para responder às perguntas dos clientes e até nas etiquetas estrategicamente colocadas ao lado dos produtos com a explicação do que se trata e de onde são provenientes. Tudo para agradar a uma clientela exigente que não olha a preços mas sim a qualidade.

A ideia de abrir um negócio nesta área partiu do prazer de Eduardo Fonseca por comer e beber bem. É por essa razão que nesta loja se encontram produtos que, na sua grande maioria, não existem em supermercados normais.

Exemplo disso é o faisão com trufa e armagnac, a perdiz ou codorniz de escabeche ou as delícias de avestruz ao Porto.

Quem é apreciador de cozinha italiana pode optar pelas massas de diversos tamanhos, feitios e cores.

Há também arrozes diversos, azeites e vinagres, cogumelos, cafés, compotas, doçaria, méis, uma área dedicada totalmente à charcutaria e outra à padaria, um canto para as especiarias, e outros tantos produtos rigorosamente seleccionados: "Vendemos ambiente, momentos e sensações", explica Eduardo.

A área dos vinhos também não foi esquecida. Ao fundo da loja existe uma adega com temperatura controlada, paredes à prova de som e vidros térmicos para não deixar passar o calor do exterior.

Antes de entrar na sala, o cliente ainda tem à sua disposição uma pequena mesa onde está colocado um "kit" de aromas que, ao serem cheirados, o ajudam a tentar definir que tipo de vinho pretende.

Outro pormenor interessante é o facto dos vinhos estarem divididos por características e não por regiões, como é hábito encontrar noutras garrafeiras.

Os conselhos de um escanção e uma pequena sala de provas onde se realizam degustações, situada ao fundo da sala, também estão à disposição do cliente.

O facto de ser perfeccionista e de querer ser diferente dos outros não perdoou nos custos do projecto. O investimento inicial chegou aos 500 mil euros (cem mil contos) o que não assustou Eduardo Fonseca, nem em tempo de crise: "O nosso público-alvo são pessoas que olham à qualidade sem olhar ao preço. Além disso, o projecto foi pensado com cabeça, tronco e membros. Avancei sem pensar duas vezes e até agora os resultados têm sido positivos".

Licenciado em informática na UAL, dedicou-se primeiro à formação nessa área mas, pouco tempo depois, aceitou o convite da Accenture, uma empresa internacional de consultoria, para integrar os seus quadros.

Rapidamente passou de assistente a consultor financeiro, acabando por permanecer na empresa durante quase oito anos, a viajar de um lado para o outro e a ganhar um compensador salário.

Mas, apesar da sua carreira bem sucedida, Eduardo decidiu lançar-se por conta própria numa área que sempre o cativou "Cheguei da Coreia em Maio do ano passado, onde estive colocado ano e meio, tirei férias em Agosto e no final de Setembro saí da empresa para me dedicar totalmente a este projecto. Foi tudo pensado ao pormenor", remata Eduardo.




BI Empresarial

Nome: Gourmet Glamour

Ano: abriu no dia 6 de Agosto de 2003-09-18

Sócios: Eduardo Fonseca é o sócio maioritário. O restante investimento é proveniente de capital nacional e espanhol (sete sócios)

Áreas de actuação: alimentar especializado, incluindo vinhos.
Investimento inicial: 100 mil contos (500 mil euros)

Postos de Trabalho: cinco postos de trabalho fixos (uma responsável, três assistentes de loja e um escanção) sem contar com a equipa de arquitectos, engenheiros e pessoal das obras envolvidos na concepção do projecto.

Objectivos: ser a melhor loja de Portugal nesta área. Num futuro próximo abrir mais lojas Gourmet em território nacional e em Espanha.

Conselhos: apostar na qualidade. Oferecer ao cliente o que há de melhor no mercado.

Link: www.universo-glamour.com





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Advogado

Anónimo

Advogado

Anónimo

asesor económico/comercial

Embajada en Lisboa