Notícias

Carnegie Mellon volta a 'recrutar' talentos da investigação

Carnegie Mellon volta a 'recrutar' talentos da investigação

A exposição a ambientes de investigação internacionais é um dos ex-libris do programa de estágios em investigação do Undergraduate Internships Program, promovido pela Carnegie Mellon Portugal. Há uma nova edição em fase de preparação. As candidaturas já estão a decorrer.

21.01.2016 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Estudantes de mestrado ou recém-mestres são o público alvo do programa de estágios em investigação na área das Tecnologias de Informação e Comunicação - Undergraduate Internships Program (UIP) – que durante oito a 12 semanas leva ps participantes a uma experiência de imersão em contexto de investigação na Carnegie Mellon University (CMU), nos campus de Pittsburg ou Silicon Valley, nos Estados Unidos. São já mais de 30 os jovens portugueses envolvidos no programa, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, que abre agora uma nova fase de candidaturas. Até 25 de fevereiro a Carnegie Mellon Portugal (CMU Portugal), estará a receber candidaturas através da plataforma online dedicada ao programa.

O objetivo do UIP é levar os participantes a alargar horizontes e contactar com equipas de investigação e métodos internacionais. Durante o tempo de duração da etapa de imersão do programa, os jovens são integrados na comunidade da CMU, passando a desenvolver o seu plano de estudos e trabalho em conjunto com os seus orientadores na Carnegie Mellon e em Portugal. Desde que foi criado, em 2014, o UIP já envolveu 30 jovens de sete instituições de ensino superior portuguesas: Católica Lisbon School, Instituto Politécnico de Coimbra, Universidade Nova de Lisboa, Universidade de Coimbra, Universidade da Madeira, Universidade de Lisboa e Universidade do Porto.

João Claro, diretor do programa em Portugal, e José M. F. Moura, diretor do programa na CMU, fazem do programa um balanço positivo. “Além de criar uma oportunidade única de formação, aberta a jovens investigadores de todo o país, o UIP potencia de forma transversal e fortalecimento de redes de investigação e inovação ao nível internacional, algo que tem um valor inestimável para as nossas instituições”, referem. Os bons resultados obtidos até à data pelos participantes, que estão disponíveis na plataforma da CMU em www.cmuportugal.org, levam a direção do programa a apostar na sua continuidade destacando “o seu contributo para a circulação de conhecimento e para o reforço da ligação da academia portuguesa e da CMU”. Para a dupla de diretores, “a aposta em formação de excelência e na promoção de novos projetos vocacionados para a geração de conhecimento e inovação na área das tecnologias de informação e comunicação continua a ser uma prioridade no âmbito do Programa CMU Portugal”.



OUTRAS NOTÍCIAS
NOS à procura do talento nacional

NOS à procura do talento nacional


São 30 as vagas disponíveis, mas o diretor de Recursos Humanos da NOS, Luís Moura, não é intransigente no número final. “O objetivo é encontrar n...

Há vagas para estágios remunerados em Bruxelas

Há vagas para estágios remunerados em Bruxelas


A Comissão Europeia está a aceitar, até 29 de janeiro, candidaturas de jovens licenciados europeus que queiram integrar o seu programa de estágios remunerados. Ao todo, a C...


"Um bom profissional tem de saber arriscar"


Sempre acreditou que a formação académica só se tornava verdadeiramente eficaz se fosse complementada com a experiência prática em contexto de trabalho. Por is...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ARQUITETO GRÂNDOLA

Michael Page Portugal

ASSISTANT STORE MANAGER BEJA

Michael Page Portugal

ASSISTANT STORE MANAGER PORTALEGRE

Michael Page Portugal