Notícias

Bons, temporários e flexíveis

27.01.2006


  PARTILHAR



Vítor Andrade
PARA quem agora pretende ingressar no mercado de trabalho, importa saber o seguinte: se é uma pessoa muito qualificada, não tem que se preocupar muito, pois para os que são realmente bons, oportunidades não faltam.

Por vezes até são as empresas a vir a terreiro disputar os melhores valores do mercado. Se não se considera muito qualificado, tem duas opções: investir nas suas competências, melhorando-as, ou, simplesmente, ‘deixar andar' para ver o que acontece. Pela minha parte desaconselho vivamente esta última.

Tenha, porém, em conta que, cada vez mais, o trabalho é temporário. Trabalho, e não emprego, como até agora quase sempre se dizia. Outra coisa a que os portugueses também vão ter que se habituar é à mobilidade laboral. Ou seja, agarrar as oportunidades onde elas surgem e não onde se gostaria de as ter. Numa palavra, é preciso ser mais flexível.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNT MANAGER INDUSTRIAL E LOGÍSTICA - PORTO

Adecco Recrutamento Especializado

CANDIDATURAS AO CARGO DE REITOR

UAlg – Universidade do Algarve

DIRETOR DE OBRA

Companhia das Obras