Notícias

Alentejo quer atrair os jovens

08.04.2004


  PARTILHAR





Maribela Freitas

"PARA que possas pensar o teu futuro" foi o lema da I Feira de Orientação Escolar e Profissional organizada pela Escola Secundária D. Manuel I, em Beja. Durante quatro dias - de 30 de Março a 2 de Abril -, esta instituição de ensino abriu as portas a profissionais, antigos alunos, empresários, universidades e escolas superiores para que estes pudessem mostrar aos seus estudantes e público em geral, algumas das oportunidades educativas e de carreira existentes no mercado de trabalho nacional.


Para Ana Florbela Mamede, presidente do conselho executivo da Escola Secundária D. Manuel I, "as instituições de ensino têm responsabilidades na orientação escolar e profissional dos seus alunos. A feira surgiu exactamente da nossa percepção de que os jovens e as suas famílias estão preocupados com a orientação para uma carreira futura".

Acrescenta ainda que "é necessário implementar junto dos jovens actividades de auto-exploração e de informação sobre as oportunidades do sistema de educação-formação, saídas profissionais e necessidades do mercado de trabalho, que os auxiliem a tomar decisões conscientes relativamente ao seu projecto de vida".

Encontros, acções de formação, exposições, colóquios, e um espaço de orientação escolar e profissional - onde estiveram presentes instituições de ensino superior -, foram algumas das actividades realizadas nesta feira.

O objectivo foi apenas um: "Colocar os jovens em contacto com diversas profissões", frisa Ana Florbela Mamede. Além dos alunos desta escola secundária, a iniciativa recebeu cerca de 55 turmas externas - do ensino básico ao secundário -, que vieram contactar de perto com o mundo do trabalho.

Um dos pontos fortes da feira consistiu nos colóquios organizados onde se debateram temas como as oportunidades e potencialidades do Alentejo, nomeadamente com o empreendimento de Alqueva e o aeroporto de Beja. Houve ainda espaço para antigos alunos que vieram falar sobre a sua experiência no mercado de trabalho.

Numa região como o Alentejo que perde diariamente população, é necessário encontrar soluções para manter aí os jovens e iniciativas como esta, que mostram oportunidades locais, podem ser bastante significativas.

Ana Florbela Mamede explica que "muitos alunos desta escola, quando acabam o secundário continuam as suas formações fora de Beja. Essa saída é boa, mas é importante que voltem, pois o Alentejo tem bastantes potencialidades".





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


COMERCIAL - CONSTRUÇÃO CIVIL - ZONA NORTE

Spring Professional Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal