Notícias

AdI apoia mestres e doutores

22.07.2005


  PARTILHAR




Paula R. Santos

A AGÊNCIA de Inovação (AdI) recebeu, desde o início do ano e até à semana passada, 71 candidaturas para o programa de «Apoio à Inserção de Mestres e Doutores nas Empresas», co-financiado pelo Fundo Social Europeu e por fundos nacionais do Ministério da Ciência e do Ensino Superior.

Criado em 1996, este programa já aprovou 233 candidaturas associadas a 123 empresas de diversos sectores, com especial destaque para a fabricação de produtos químicos, actividades informáticas e serviços prestados às empresas. «O programa tem por objectivo o incentivo ao emprego científico e tecnológico através da inserção de recursos humanos altamente qualificados (mestres e doutores), que promovam a inovação e aumentem a competitividade das empresas», pormenoriza Rosalina Soares, coordenadora dos programas de qualificação dos recursos humanos da AdI.

«As empresas e os centros tecnológicos apresentam um plano de trabalho calendarizado a três anos, período durante o qual os custos salariais destes profissionais são comparticipados, de forma degressiva», explica Rosalina Soares. Assim, no primeiro ano a comparticipação atinge os 75% do salário (incluindo subsídios de férias e Natal), depois 50% e por fim 25%, com limites máximos de 2.514 e 1.675 euros para doutorados e mestres, respectivamente, caso sejam contratados sem termo.

Para contratos com termo, os valores descem para 2.095 e 1.396 euros, respectivamente, para quem tem o doutoramento ou o mestrado. Este programa é apoiado no âmbito do POCI 2010.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ADVOGADO(A) PRIVATE CLIENTS

Michael Page Portugal

ANALISTA SAP - TORRES VEDRAS

Michael Page Portugal

AREA SALES MANAGER - PORTUGAL

Michael Page Portugal